Augusto Farfus abre temporada nas 24H de Daytona

21 de janeiro de 2019

Com uma convocação de última hora, Augusto Farfus terá seu primeiro desafio nas pistas em 2019 neste fim de semana (24 a 27 de janeiro), nas 24 Horas de Daytona. O brasileiro disputou a prova consecutivamente nos últimos quatro anos, mas, desta vez, estava com uma programação diferente para o início da temporada. Porém, após atrasos para o visto de Tom Blomqvist – que irá disputar todo o campeonato do WeatherTech SportsCar Championship -, foi confiada à Farfus a missão de integrar o quarteto da equipe BMW Team RLL, ao lado de Connor De Phillippi, Philipp Eng e Colton Herta, a bordo da BMW M8 GTE .

Apesar de não ter participado dos treinos preparatórios entre 4 e 6 de janeiro, conhecidos como “Roar Before the Rolex 24”, Augusto está confiante para a prova. No ano passado, ele comandou a estreia da nova BMW M8 na prova, então tem experiência com o carro neste circuito, além de já ter disputado outras corridas com o novo modelo pelo World Endurance Championship (WEC). O melhor resultado de Farfus nas 24 Horas de Daytona foi em 2015, quando o piloto e seus companheiros foram vice-campeões na categoria GT Le Mans, a menos de 0,5s do carro vencedor.

“Eu adoro as 24 Horas de Daytona, conheço a pista, a equipe e o carro já, então estou pronto para a disputa. Lamento o que aconteceu com o Blomqvist, mas agradeço a BMW por me confiar essa missão. Serão duas provas de longa duração em dois finais de semana consecutivos, como fiz no ano passado, e estou muito animado para buscar os melhores resultados possíveis nas duas corridas. Espero que seja um grande início para uma temporada que será cheia de novos desafios”, afirmou o brasileiro.

Neste fim de semana, as atividades de pista começam na quinta-feira, com três sessões de treinos livres e a classificação que define o grid de largada. Na sexta, os pilotos contam com mais um treino, e no sábado (26/01), a prova tem início marcado às 15h35 (horário de Brasília). O canal Fox Sports transmitirá alguns trechos da corrida, além das duas horas finais no domingo.

Logo após o fim da prova em Daytona, Farfus segue direto para a Austrália, onde compete pelo segundo ano consecutivo nas 12 Horas de Bathurst. Em 2018, o curitibano cravou a pole position, mas o trio teve de abandonar a prova antes do fim, por conta de um acidente.

Correndo novamente pela equipe BMW Team Schnitzer, Augusto terá ao seu lado o alemão Martin Tomczyk e o australiano Chaz Mostert, a bordo da BMW M6 GT3.

Além destes dois desafios iniciais, Farfus estará focado em outras importantes provas de longa duração com a BMW em 2019. Ele segue na disputa da Super Temporada do WEC, e também vai competir no Intercontinental GT Challenge (ICGT), que compreende as provas de 12h de Bathurst (Austrália), 8 Horas da Califórnia (Estados Unidos), 24 Horas de Spa-Francorchamps (Bélgica), 10 horas de Suzuka (Japão), e 9 Horas de Kyalami (África do Sul). Augusto também vai correr as 24 Horas de Nürburgring e a Copa do Mundo de GT, em Macau, onde sagrou-se campeão no fim de 2018. Paralelamente, o brasileiro também vai competir no WTCR (Copa do Mundo de Carros de Turismo), pela Hyundai.

Texto: Eversports
Foto: BMW – Divulgação

Tags: