Três crianças e um sonho

1 de abril de 2019

Em meio a movimentação de mecânicos e pilotos na primeira rodada dupla do Campeonato Cearense de Kart, realizada no último sábado (30), em Morada Nova, três crianças se misturavam àquele mundo agitado de cores, sons e cheiros pouco conhecidos para o que podemos chamar de uma “criança normal”.

Antes mesmo que o leitor deste site se assuste com a expressão “criança normal”, que criança trocaria seus brinquedos prediletos, seu quarto com bonecas, jogos eletrônicos e aquele lanchinho na hora certa para aplacar a fome entre uma travessura e outra?

Augusto Aguiar, Alícia Aguiar e Augusto Filho

Só mesmo uma criança fora da curva da normalidade, que enxerga no universo das corridas um palco mais do que normal para extravasar toda sua energia.

E naquele 30 de março o rosto de Gustavo Soares, Alícia Aguiar e Augusto Filho se enchiam de felicidade quando anunciavam no alto falante a hora de entrarem na pista.

Eram só três karts, mas o que eles representavam era bem maior do que se possa imaginar.

Alimentar sonhos, despertar em uma criança a alegria de rasgar uma pista de kart domando uma máquina de quatro rodas, com todo o aparato de segurança é algo digno de aplauso, afinal, o que seria das tardes de domingo se o Sr. Milton não tivesse permitido ao seu filho entrar para esse universo?

Já imaginaram se o Sr. Milton da Silva tivesse dissuadido Ayrton Senna da Silva a esquecer o kart e se entregar ao dominó, ao pega-vareta, ao Ferrorama, ao forte Apache, ao Jipe com soldados. Imaginaram?

Antes mesmo de pensar em escrever este texto eu conversei com dois desses personagens e o que eles me disseram foi apenas a ratificação de que seus pais fizeram bem em acreditar no que eles sonharam.

Vindo de uma família que tem ligação direta com o Kart Cearense, Gustavo representa a terceira geração da família Soares, que tem no patriarca Stênio, o maior exemplo de dedicação e amor ao kart.

Gustavo ao lado do pai Leonardo Soares.

Filho de Leonardo Soares, Gustavo espera seguir os passos de seu pai. “Eu gosto daqui, sempre gostei das corridas. Via meu pai correndo e ele deixou eu correr e agora estou aqui”, disse um irrequieto garoto que falou ainda querer continuar andando de kart até crescer.

Na pista, pela categoria F4 Jr, Gustavo enfrenta Alícia Aguiar, que assim como ele, é filha de piloto (Augusto Aguiar) e irmã de Augusto Filho, que integra o grid com seu kart cadete. Alícia acostumou-se a acompanhar seu pai, que sempre fez questão de trazer a família para as etapas do Cearense de Kart, apesar de morar em Mossoró, no Rio Grande do Norte. Antes de assumir o comando de um kart, ela se divertia fotografando o seu piloto número um, mas agora ela também está no foco das lentes.

Na corrida, Gustavo levou a melhor, terminando em primeiro, mas neste caso quem sai vitorioso é o esporte.

Texto e Fotos: Robério Lessa.
O Uso do texto e das fotos deve ser autorizado e seguido das fontes.

Copyright© 2007-2019 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: