Daniel Serra volta à liderança da Stock Car após vitórias de Júlio Campos e Ricardo Maurício

21 de julho de 2019

A etapa de Santa Cruz do Sul da Stock Car viu Julio Campos e Ricardo Maurício vencerem as provas da quinta rodada dupla do ano – colocando os dois pilotos na briga direta pelo título com metade da temporada ainda pela frente. Quem também teve muitos motivos para comemorar foi Daniel Serra, que reassumiu a liderança depois de somar dois “top 10”. O filho do tricampeão Chico Serra abriu 21 pontos de vantagem para Maurício, o novo segundo colocado. Com a vitória na segunda corrida, Julio Campos agora está na quarta posição.

Na prova que abriu a programação, Campos fez valer a posição de honra obtida na classificação do sábado, quando o paranaense quebrou a sequência de quatro poles estabelecida por Thiago Camilo, e venceu com autoridade. Com uma pilotagem rápida e consistente, ele também contou com o ótimo trabalho de pit-stop da equipe Prati-Donaduzzi para receber a bandeirada com 1s6 de vantagem para o segundo colocado, Daniel Serra. Este último assumiu a liderança provisória do campeonato após o abandono do até então primeiro colocado na tabela, Thiago Camilo, cujo motor estourado espalhou óleo na pista. O incidente não apenas tirou Camilo das duas corridas, mas também encerrou a primeira prova de Felipe Fraga e Gabriel Casagrande, que não conseguiram controlar os carros depois de passar sobre o óleo e acabaram batendo e danificando muito seus Stocks. Átila Abreu completou o pódio na terceira posição.

“A gente trabalhou muito desde o ano passado e batemos demais na trave. E agora de uma vez somamos pole e vitória. Demos tudo na primeira corrida e, na segunda prova, procurei somar o máximo de pontos possível, pois meus pneus “acabaram” antes do previsto por causa da briga pelo primeiro lugar na prova anterior”, comenta o vencedor.

Acidente múltiplo – Lucas Foresti chegou em décimo e, por conta da regra da inversão dos dez primeiros no grid, conquistou o direito de largar na pole na segunda prova. Logo na largada da segunda corrida, um strike eliminou sete pilotos: Marcos Gomes, Bruno Baptista, Átila Abreu, Rafael Suzuki, Marcel Coletta e Allam Khodair. Mais tarde, Cesar Ramos rodou e Bia Figueiredo bateu forte, quase atingindo os bandeirinhas. Na frente, o pole Lucas Foresti, com os pneus desgastados, segurou por várias voltas um agressivo pelotão de cinco carros liderado por Rubens Barrichello. Foresti resistiu até a parada obrigatória, quando abandonou com problemas na embreagem. Foi quando surgiram os protagonistas Ricardo Mauricio e Denis Navarro.

Navarro começou a brilhar com uma estratégia diferente, focada na segunda prova, ao passar o então líder Galid Osman. Mesmo com muitos botões de ultrapassagem “na manga”, ele não conseguiu segurar os ataques de Ricardo Maurício, que o ultrapassou depois de muita insistência, já na volta final, para adicionar mais emoção a uma prova que o público teve que assistir de pé. Nelsinho Piquet completou o pódio em terceiro, à frente de Guga Lima, Galid e Julio Campos, vencedor da primeira prova, que chegou em sexto e foi seguido pelo novo líder do campeonato, Daniel Serra. Com 45 pontos, Campos foi o maior pontuador do final de semana.

“Uma pena que na primeira corrida abandonamos no acidente da quebra do motor do Thiago na primeira corrida. Por um momento achamos que eu pudesse ter perdido o fim de semana inteiro. Mas agimos com calma, entramos no box, trocamos três pneus, abastecemos tudo e só voltei pra pista para garantir a melhor posição de largada possível na segunda corrida. A estratégia foi acertada. Foi um excelente trabalho, e o finalzinho foi emocionante, disputando com o Dênis, um grande piloto. Conseguimos mais uma vitória, o que nos deixa vivos no campeonato”, destacou Mauricio.

A próxima etapa, que marca o fim da primeira metade da temporada, acontece no dia 11 de agosto, em Campo Grande. Daniel Serra soma agora 161 pontos, com Ricardo Maurício totalizando 140 – mostrando o forte nível de eficiência da equipe Eurofarma RC, defendida pela dupla.

Confira os 15 primeiros da tabela:

1) Daniel Serra, 161
2) Ricardo Maurício, 140
3) Rubens Barrichello, 137
4) Julio Campos, 135
5) Thiago Camilo, 131
6) Max Wilson, 97
7) Felipe Fraga, 94
8) Marcos Gomes, 84
9) Galid Osman, 80
10) Cacá Bueno, 79
11) Nelson Piquet Jr., 78
12) Gabriel Casagrande, 77
13) Ricardo Zonta, 67
14) Bruno Baptista, 62
15) Diego Nunes, 59

Texto: Rodolpho Siqueira-Stock Car /Divulgação.
Fotos: Duda Bairros-Stock Car /Divulgação.

Copyright© 2007-2019 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: