Alonso acerta com a Renault e retorna à F1 em 2021

8 de julho de 2020

A Fórmula 1, que na semana passada iniciou sua temporada, foi sacudida, nesta quarta-feira (08), com a confirmação da volta do espanhol Fernando Alonso na Renault, equipe a qual defendeu e conquistou dois títulos mundiais (2005 e 2006) na temporada 2021.

“A Renault é tanto minha família quanto minhas melhores lembranças na Fórmula 1, com meus dois títulos no Campeonato Mundial, mas agora meu foco é o futuro. É com grande orgulho e uma emoção imensa que estou voltando para a equipe que me deu a chance de começar minha carreira, e que agora me dá a oportunidade de retornar para o mais alto nível do esporte. Meus princípios e ambições estão alinhados com o projeto da equipe. O progresso que a equipe fez no início do ano dá credibilidade para os objetivos para a temporada 2022 e vou compartilhar minha experiência em corridas com todos, desde os engenheiros até os mecânicos e companheiros na equipe. A escuderia quer e tem condições de voltar ao pódio, assim como eu”, afirmou o bicampeão.

Alonso, que deixou a F1 em 2018, após sua segunda passagem na  McLaren, disputou 314 Grandes Prêmios, tem  32 vitórias e 97 pódios e regressará a equipe a qual, em 28 de setembro de 2008 vencera o GP de Singapura após uma batida, de propósito, de seu então companheiro de equipe, o brasileiro Nelsinho Piquet que seguiu ordens do então chefe de equipe Flávio Briatore, hoje banido da Fórmula 1.

A confirmação do nome do espanhol ao lado de Estéban Ocon para 2021 agitou os bastidores da categoria e se revela crucial para o futuro do alemão Sebastian Vettel, que está sem contrato para a próxima temporada. Em um ano no qual os contratos de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas terminam, Vettel pode até ficar a pé caso a Mercedes renove com seus dois pilotos. Além disso, a McLaren confirmou a ida de Daniel Ricciardo  para o lugar de Carlos Sainz Filho, o qual assumirá o lugar do alemão na Ferrari.

A Renault aposta em Alonso para voltar a lutar pelo título de construtores como afirma Cyril Abiteboul, diretor geral da Renault Sport Racing.

“A chegada de Fernando Alonso faz parte do plano do Grupo Renault de continuar seu compromisso com a F1 e voltar a ocupar as mais altas posições na categoria. Sua presença em nossa equipe é uma vantagem formidável não apenas para o esporte, como também para a marca com a qual ele tem uma grande ligação. A forte relação entre ele, a equipe e os fãs fazem dele uma escolha natural. Além dos vários sucessos no passado, esta escolha é tanto arrojada como um projeto para o futuro. Sua experiência e determinação nos permitirão obter o melhor de cada um, para elevar a equipe à excelência que a Fórmula 1 exige nos tempos atuais. Ele também trará para a nossa equipe, que cresceu muito rápido, uma cultura de corridas e vitórias para superar obstáculos juntos. Como companheiro de Esteban, sua missão será ajudar a Renault DP World F1 Team a se preparar para a temporada 2022 nas melhores condições possíveis”, disse o dirigente.

Fotos: Renault F1 – IndyCar/Divulgação.

Texto: Robério Lessa – Com informações da Renault

 

Tags: