Samaia enfrenta problemas com desgastes dos pneus na Hungria

20 de julho de 2020

A Fórmula 2 concluiu neste domingo (19) a terceira rodada dupla da temporada 2020. No difícil, travado e técnico traçado de Hungaroring, considerado uma “Mônaco sem muros”, a vitória no sábado foi do russo Robert Shwartzman, da equipe Prema, e no domingo o primeiro a ver a bandeira quadriculada foi o italiano Luca Ghiotto, da Hitech. Brasileiro em seu ano de estreia na categoria de acesso à Fórmula 1, Guilherme Samaia teve mais um final de semana de intenso aprendizado ao concluir as corridas na 15ª e 21ª posições, respectivamente.

Para o paulistano de 23 anos, mais um final de semana “completo e intenso”. Seu retorno à Hungria depois de três anos e a primeira vez com o carro de Fórmula 2 no exigente circuito aconteceu com pista molhada no único treino livre da sexta-feira (17). Apenas nove dos 22 pilotos marcaram tempo, e Guilherme foi o sexto mais rápido. “Eu estava bem rápido no segundo setor, mais rápido que meu companheiro de equipe, e depois entendi o que me fazia perder tempo no primeiro e no terceiro, e isso me deixou bem otimista para a classificação”, lembrou Samaia.

Entretanto, a esperança de uma boa posição de largada foi literalmente por água abaixo. Por ser um dos primeiros a ir para a pista, Samaia foi o “explorador” das condições difíceis do traçado, bastante molhado por causa da chuva, e pagou o preço de pegar uma pista ainda sem trilhos. O brasileiro acertou uma poça d’água no asfalto e saiu da pista, chegando, inclusive, a interromper a sessão. Sem marcar tempo de volta, Guilherme teve de largar da última posição.

Depois de um dia com poucas voltas – e sempre com a pista molhada -, o sábado foi a vez de Samaia sentir o potencial do carro pela primeira vez com a pista seca. “Eu já não tinha muita referência, mas o acerto do carro no seco não estava bom. Fui melhorando no decorrer da primeira corrida, mas o desgaste dos pneus, mesmo os mais duros, foi muito grande. Depois do pit stop, com os macios, meu ritmo melhorou um pouco em um tipo de composto que na Hungria deveria durar sete ou oito voltas e eu tive de completar 19 – mesmo assim, com tempos consistentes”, explicou.

Apostando na estratégia, Samaia chegou a andar entre os cinco primeiros para fazer uma parada mais tardia, mas o desgaste do composto duro obrigou o brasileiro a parar bem antes do combinado – por isso o fato de ter completado 19 voltas com os pneus macios. Tendo sido um dos últimos a parar, completou a primeira corrida na 15ª posição, garantindo o mesmo posto para a largada neste domingo, que aconteceu com pista ainda úmida, e que depois foi secando.

Com uma excelente largada, Samaia ganhou três posições. Contudo, tanto o brasileiro como seu companheiro de equipe Jack Aitken sofreram mais uma vez com o alto desgaste dos pneus. A pista abrasiva da Hungria obrigou quase todos os pilotos a fazerem pit stop na corrida de domingo, em que geralmente, por ser mais curta, os pilotos não fazem paradas. Após 28 voltas, a vitória foi de Luca Ghiotto, o único a não ter feito a troca de pneus – mas que não sustentaria a posição se a corrida tivesse mais uma volta, já que viu sua vantagem cair de 25 para 0,5 segundo em cinco voltas em relação a Callum Ilott, o segundo colocado, que parou para trocar pneus quando liderava a prova.

Samaia completou a corrida na 21ª posição, duas posições abaixo de seu experiente companheiro na Campos. “O domingo foi muito difícil para a equipe. Não encontramos uma direção no acerto do carro. O desgaste dos pneus era altíssimo, fora do normal. Agora vamos tentar entender o porquê disso tudo e usar este intervalo para melhorar visando as próximas etapas”, completou Guilherme.

Depois de três finais de semana seguidos de atividades, a Fórmula 2 adotará um intervalo de duas semanas até a quarta rodada dupla da temporada, que acontece nos dias 1º e 2 de agosto em Silverstone, na Inglaterra.

Texto: P1 Media Relations/Divulgação

Foto: Dutch Photo Agency/Divulgação

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: