Bruno Baptista espera surpreender pilotos mais experientes

19 de agosto de 2020

Principal categoria do automobilismo brasileiro e com “manhas”de pilotagem, a Stock Car geralmente tem resultados mais expressivos de corridas e de títulos obtidos por pilotos mais experientes. Em seus 40 anos completos de disputas, apenas um piloto mais jovem da categoria conseguiu o título brasileiro e venceu a principal prova do ano, a “Corrida do Milhão”: Felipe Fraga, na temporada de 2016, quando tinha apenas 21 anos. Até então, o campeão mais jovem era Giuliano Losacco, em 2004, com 27 anos e o vencedor mais novo da corrida do Milhão, Thiago Camilo, em 2011, com 26 anos.

Depois de ser o piloto mais jovem a vencer uma corrida no ano passado, com 22 anos e ter conseguido o terceiro lugar do pódio da segunda prova da primeira etapa do campeonato brasileiro, largando dos boxes em Goiânia, o piloto Bruno Baptista surge com boas possibilidades de vencer a “Corrida do Milhão Solidário”. Valendo pela terceira etapa da temporada 2020, a importante disputa será realizada, neste domingo (23/08), às 10h13, com transmissão ao vivo da TV Globo.

Na corrida do Milhão do ano passado, em Interlagos, vencida pelo experiente Ricardo Maurício, com 40 anos, Bruno Baptista largou em sexto lugar no grid e terminou em quinto. Assim, apesar de estar ciente que a maior experiência dos seus principais adversários conta muito, o jovem piloto acredita que pode surpreender.

“Atualmente, em nível de resultados pode-se comparar a Stock com a Fórmula 1. O Hamilton, um dos mais experientes da categoria, com 35 anos, dificilmente vai deixar de ganhar um GP porque também tem o carro mais competitivo do ano. No entanto, na penúltima prova, perdeu para o Verstappen, de 22 anos, quando o mais jovem aproveitou melhor os pneus”, lembra Bruno Batptista, piloto da equipe Toyota RCM Racing, que tem os apoios das empresas Webmotors, HERO, Pro Automotive, Loctite e NGK do Brasil.

Continuando seu raciocínio, o jovem piloto destaca que “na Stock, esta diferença de idade, aliada à experiência, tem ainda mais valor. Tanto que na corrida do Milhão, em onze disputas e nos 40 campeonatos realizados na categoria, até agora, só o Fraga conseguiu comemorar conquistas com menos de 25 anos. Sem dúvida, é muito difícil, mas eu me preparei com muito afinco para tentar ser o próximo a vibrar neste domingo e, até quem sabe, na última etapa da temporada”.

Para se ter uma ideia do que é difícil a missão do jovem Bruno ser campeão brasileiro de Stock Car basta ver que o único piloto de Fórmula 1 que conseguiu tal façanha foi Rubens Barrichello, em 2014, na temporada em que também venceu a corrida do Milhão, com 42 anos de idade. Vários outros pilotos de F-1 não chegaram ao título, como são os casos este ano de Nélson Piquet Júnior e Ricardo Zonta. O último já venceu uma corrida do Milhão, em 2013, quando tinha 37 anos.

Até o maior vencedor da principal prova, com três vitórias (2011, 2012 e 2015), Thiago Camilo, ainda não chegou ao título brasileiro da Stock. Ainda sobre a Corrida do Milhão, como curiosidade, vale lembrar que a média de idade entre os vencedores das onze corridas é de 33 anos. Por coincidência, exatamente a mesma entre os 25 pilotos que disputaram a primeira etapa, em Goiânia. O mais novo da atual temporada é Pedro Cardoso, com 21 anos e o de mais idade é Rubens Barrichello, com 48 anos.

Além da Corrida do Milhão de domingo, válida pela terceira etapa do Brasileiro, a Stock Car terá a sua segunda etapa do campeonato no sábado, às 11 horas, com transmissão ao vivo pela SporTV2.

Confira os vencedores das 11 corridas do Milhão e a idade de cada um deles no dia da conquista:

2008 (Jacarepaguá, RJ): Valdeno Brito Filho (29/06/74), 33 anos

2010 (Interlagos, SP): Ricardo Maurício (07/01/79), 31 anos

2011 (Interlagos, SP): Thiago Camilo (20/09/84), 26 anos

2012 (Interlagos, SP): Thiago Camilo (20/09/84), 28 anos

2013 (Interlagos, SP): Ricardo Zonta (23/03/76), 37 anos

2014 (Goiânia, GO): Rubens Barrichello (23/05/72), 42 anos

2015 (Goiânia, GO): Thiago Camilo (20/09/84), 31 anos

2016 (Interlagos, SP):  Felipe Fraga (03/07/95), 21 anos

2017 (Curitiba, PR): Daniel Serra (24/03/84), 33 anos

2018 (Goiânia, GO): Rubens Barrichello (23/05/72), 46 anos

2019 (Interlagos, SP): Ricardo Maurício (07/01/79), 41 anos

 

Texto: Charles Marzanasco Filho/Divulgação

Fotos: Carsten Horst/Divulgação

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: