Cacá Bueno avalia primeiro dia de treinos em Londrina

11 de setembro de 2020

O primeiro dia de treinos livres normalmente serve como bom indicativo de quem virá forte na briga pela vitória no domingo, mas este pode não ter sido o caso desta sexta-feira em Londrina, onde a Stock Car disputa a quarta etapa da temporada 2020. A análise é do maior campeão em atividade, Cacá Bueno, da equipe iCarros-ACDelco Crown Racing.

Segundo o pentacampeão, a pista paranaense é uma das mais “sensíveis” em termos de diferença de compostos muito gastos e novos, o que provoca uma difícil interpretação dos resultados dos treinos de hoje.

“É muito complicado dizer que estamos muito bem na briga pela vitória porque as diferenças de performance de pneus estão muito grande entre os pilotos. Tem equipe que usou pneu novo, tem outras que preferiram guardar para amanhã e isso embaralha bastante a classificação. Nosso carro com pneus usados por exemplo andou muito bem, ficando em segundo lugar neste momento do treino”, diz Cacá Bueno, que fechou o dia com o 13º melhor tempo.

As equipes com Chevrolet receberam um novo pacote aerodinâmico com upgrades em relações a etapa anterior, na tentativa de equilibrar ainda mais a disputa, mas o pentacampeão da Stock Car ainda não sabe dizer se houve ganho significativo de performance.

“É cedo pra dizer o quanto os upgrades podem ajudar aqui em Londrina, mas esperamos sim ver uma prova mais equilibrada. Vale destacar que o desgaste de pneus vai ser uma questão chave aqui, ainda mais com as altas temperaturas”, citou Cacá, lembrando que a previsão do tempo indica 37 graus Celsius amanhã para horário da classificação.

As atividades no sábado serão iniciadas com o segundo treino às 8h da manhã, sendo exibido ao vivo no canal da Stock Car no YouTube. O treino classificatório também será no sábado, a partir das 11h15 e com transmissão do Sportv 2. O mesmo canal exibe a rodada dupla no domingo, com largada para a minha primeira prova às 12h30.

Resultado do 1º treino livre em Londrina – Stock Car:
1. #83 Gabriel Casagrande (Cruze), 1:12.325
2. #30 Cesar Ramos (Corolla), 1:12.581 – a 0.256
3. #4 Julio Campos (Cruze), 1:12.657 – a 0.332
4. #21 Thiago Camilo (Corolla), 1:12.851 – a 0.526
5. #28 Galid Osman (Cruze), 1:12.953 – a 0.628
6. #29 Daniel Serra (Cruze), 1:12.957 – a 0.632
7. #12 Lucas Foresti (Cruze), 1:13.020 – a 0.695
8. #85 Guilherme Salas (Cruze), 1:13.046 – a 0.721
9. #51 Átila Abreu (Cruze), 1:13.064 – a 0.739
10. #33 Nelson Piquet Jr (Corolla), 1:13.172 – a 0.847
11. #5 Denis Navarro (Cruze), 1:13.195 – a 0.870
12. #44 Bruno Baptista (Corolla), 1:13.239 – a 0.914
13. #0 Cacá Bueno (Cruze), 1:13.297 – a 0.972
14. #18 Allam Khodair (Cruze), 1:13.305 – a 0.980
15. #11 Gaetano di Mauro (Cruze), 1:13.457 – a 1.132
16. #70 Diego Nunes (Cruze), 1:13.471 – a 1.146
17. #117 Matias Rossi (Corolla), 1:13.496 – a 1.171
18. #43 Pedro Cardoso (Cruze), 1:13.511 – a 1.186
19. #80 Marcos Gomes (Cruze), 1:13.522 – a 1.197
20. #8 Rafael Suzuki (Corolla), 1:13.550 – a 1.225
21. #90 Ricardo Mauricio (Cruze), 1:13.765 – a 1.440
22. #111 Rubens Barrichello (Corolla), 1:13.979 – a 1.654
23. #10 Ricardo Zonta (Corolla), 1:14.075 – a 1.750
24. #54 Tuca Antoniazi (Cruze), 1:15.147 – a 2.822

 

Texto: RF1/Divulgação

Fotos: Bruno Terena/RF1/Divulgação

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: