Cesar Ramos é o novo líder da Stock Car

4 de outubro de 2020

Foi um fim de semana cheio de marcos memoráveis na etapa de Cascavel, no Autódromo Zilmar Beux onde os piloto tiveram de se superar diante do desafio da pista paranaense, na qual os novos carros da Stock Car andaram pela primeira vez no ano.

No sábado (03), antes de vencer a quinta etapa, Thiago Camilo quebrou o tabu pessoal de nunca ter obtido uma pole em Cascavel, única pista que faltava em seu currículo. Já neste domingo, Bruno Baptista registrou a sua primeira pole position da carreira na Stock Car, para depois também vencer uma das duas provas que compuseram a sexta etapa.

E o atual campeão Daniel Serra quebrou um jejum de quase um ano e meio sem vencer ao cruzar no primeiro lugar a linha de chegada da segunda e última corrida do domingo (04) – sua vitória mais recente havia acontecido na primeira etapa de 2019, disputada em abril. Serra, aliás, foi o nome das três provas do final de semana, já que com seu Chevrolet Cruze foi o maior pontuador do encontro. Mas brilhou forte também a estrela de Cesar Ramos, que mesmo sem vencer assumiu a liderança do campeonato.

Ramos agora lidera com 146 pontos. O segundo colocado é Ricardo Zonta (132), com Thiago Camilo e Ricardo Maurício empatados no terceiro lugar, com 130 pontos. Rubens Barrichello, que chegou líder a Cascavel, agora é o quinto colocado (126). Depois de um início de temporada fora do forte padrão de seu tricampeonato, Daniel Serra somente agora começa a encostar nos líderes e soma 119 pontos na sexta posição.

As provas de Cascavel foram o maior teste do ano até o momento para pilotos, equipes e também para o Toyota Corolla e o Chevrolet Cruze. Com temperaturas ambientes na casa dos 38 graus e perto de 50 graus no asfalto, a performance e a resistência de todos foram exigidas ao máximo.

“A estratégia da nossa equipe foi toda voltada para a primeira corrida. Mesmo assim, não foi nada fácil conquistar a pole e a vitória. O mínimo de erro numa volta na pista ou no reabastecimento e troca de pneus no box seria o suficiente para não vencer. Felizmente, a equipe trabalhou muito bem e eu consegui a vitória aqui em Cascavel”, explicou Bruno Baptista, que agora soma duas vitórias na Stock, já que foi o melhor em uma das provas que a categoria disputou no Velocitta, em 2019.

Desempenho aprimorado – Mais eficiente piloto do final de semana, Daniel Serra comemorou o resultado mas ressalvou que o desempenho ainda pode ser aprimorado: “Acabou bem o final de semana, mas não podemos esquecer os pontos que temos que a melhorar. A classificação não foi muito boa. Mas, foi positivo sair de um décimo oitavo lugar na classificação para (a condição de) maior pontuador do final de semana. Isso mostra o espirito da equipe, que a gente sabe onde quer chegar e vamos trabalhar pra chegar lá”, resumiu.

O novo líder Cesar Ramos também elogiou a capacidade de reação de sua equipe. “Sair líder depois da nona corrida entre 18 a serem disputadas, exatamente a metade do campeonato, mostra que estamos realmente fortes. Não é à toa que a gente está nesta posição”, comentou ele. Sobre a briga entre as duas marcas, ele pontuou o crescimento dos Cruze na competição. “Se a gente for ver, as duas poles do final de semana foram dos Corolla, mas tivemos mais Chevrolets no top-10 do que os Toyota. Está bem parelho, mas a gente está confiante que tem um carro bom na mão e continuará tendo nas outras pistas”, avaliou.

O encontro deste final de semana potencialmente poderia conceder um recorde máximo de 84 pontos para quem vencesse as três provas. E Daniel Serra levou seu Cruze a registrar nada menos que 61 (ou 72,6% do total). O segundo melhor pontuador foi Thiago Camilo (Toyota Corolla, 52 pontos), com Cesar Ramos (Toyota Corolla, 49) e Átila Abreu (Chevrolet Cruze, 41) a seguir. Considerando apenas as duas corridas da sexta etapa, disputadas neste domingo, Serra também foi o melhor, somando 35 pontos, contra 33 de Gabriel Casagrande (Chevrolet Cruze) e Cesar Ramos, 32.

As próximas etapas das Stock Car serão disputadas nos dias 17 e 18 de outubro, no autódromo do Velocitta, em Mogi Guaçu (SP). Confira os resultados e estatísticas do final de semana:

Classificação do campeonato
1º – Cesar Ramos – 146 pontos
2º – Ricardo Zonta – 132
3º – Thiago Camilo – 130
4º – Ricardo Maurício – 130
5º – Rubens Barrichello – 126
6º – Daniel Serra – 119
7º – Átila Abreu – 116
8º – Rafael Suzuki – 104
9º – Allam Khodair – 103
10º – Nelsinho Piquet – 99
11º – Gabriel Casagrande – 93
12º – Bruno Baptista – 91
13º – Denis Navarro – 80
14º – Julio Campos – 70
15º – Cacá Bueno – 69
16º – Diego Nunes – 67
17º – Galid Osman – 57
18º – Guilherme Salas – 57
19º – Lucas Foresti – 52
20º – Gaetano di Mauro – 52
21º – Matías Rossi – 45
22º – Pedro Cardoso – 35
23º – Marcos Gomes – 27
24º – Tuca Antoniazzi – 24
25º – Vitor Genz – 11
26º – Vitor Baptista – 8

Maiores pontuadores na soma das três provas em Cascavel
1º – Daniel Serra – 61 pontos
2º – Thiago Camilo – 52
3º – Cesar Ramos – 49
4º – Átila Abreu – 41
5º – Denis Navarro – 36
6º – Allam Khodair – 35
7º – Gabriel Casagrande – 33
8º – Ricardo Zonta – 32
9º – Rafael Suzuki – 32
10º – Bruno Baptista – 32

Maiores pontuadores da sexta etapa (duas provas deste domingo)
1º – Daniel Serra – 35 pontos
2º – Gabriel Casagrande – 33
3º – Cesar Ramos – 32
4º – Bruno Baptista – 30
5º – Denis Navarro – 27
6º – Átila Abreu – 26
7º – Diego Nunes – 26
8º – Julio Campos – 26
9º – Thiago Camilo – 22
10º – Ricardo Zonta – 20

Texto: Rodolpho Siqueira/Bruno Vicária/Leonardo Marson/Stock Car..
Fotos: Duda Bairros/Stock Car.

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: