Bruno Baptista tem mais um fim de semana de velocidade na Stock Car

14 de outubro de 2020

Para quem está nas posições intermediárias do Campeonato Brasileiro de Stock Car 2020, como é o caso atual de Bruno Baptista, vencedor da prova principal da última etapa, em Cascavel, o novo descarte de três resultados começa a ser um bom negócio para a segunda fase desta temporada, que se inicia, neste domingo (28), às 11 horas, no Autódromo Velo Città, no interior de São Paulo, onde acontece a sétima etapa do certame com duas corridas de 30 minutos mais uma volta cada uma.

Mesmo com a boa vitória na última etapa, o piloto Bruno, de apenas 23 anos, ocupa atualmente o 12º lugar do campeonato, com 90 pontos e está com 56 pontos atrás do atual líder da temporada, Cesar Ramos.

“Com os descartes dos três piores resultados, eu só tiro 1 ponto. Vou para 89 e a minha diferença para o novo líder, que passa a ser o Ricardo Zonta, com 124 pontos, cai para exatos 35 pontos”, explica Bruno Baptista, piloto da Toyota RCM Racing, que tem os apoios das empresas Webmotors, Hero, Pro Automotive, Loctite e NGK do Brasil.

Bruno reconhece que ainda é um pouco cedo para ficar considerando descartes nesta altura do campeonato, porém, no final das contas, ele revela que pode até influenciar na decisão do título.

“Se o campeonato tivesse terminado, em Cascavel, na sexta etapa e após a 9ª corrida, com os descartes o atual líder Cesar Ramos cairia de 146 para 120 pontos e o Zonta ficaria com o título porque iria de 132 para 124 pontos. Isso porque o novo regulamento privilegia mais as vitórias do que resultados regulares. Das nove corridas, o Cesar Ramos não obteve, até agora, nenhuma vitória, enquanto o Zonta venceu em duas oportunidades”, revela Bruno Baptista.

De fato, quando se colocam os descartes em jogo, a classificação dos seis primeiros lugares da atual temporada muda sensivelmente. Atualmente é esta: 1º) Cesar Ramos (156 pontos), 2º) Ricardo Zonta (132); 3º) Thiago Camilo (130); 4º) Ricardo Maurício (130); 5º) Rubens Barrichello (126): e 6º) Daniel Serra (119 pontos). Com os três descartes, passa a ficar assim: 1º) Zonta (124); 2º) Ramos (120); 3º) Thiago Camilo (115); 4º) Maurício (110); 5º) Serra (106) e 6º) Barrichello (105 pontos).

Mas se por um lado atualmente ganha em pontos em relação aos líderes, por outro, Bruno Baptista sabe que principalmente, de agora em diante, não pode mais deixar de marcar pontos e, de preferência, mais elevados, como fez na última etapa, quando conquistou a vitória da primeira prova e somou 30 pontos.

A missão de Bruno não será fácil neste domingo, na 7ª etapa, porque com o atual equilíbrio dessa temporada, até agora, nenhum piloto venceu provas em duas etapas seguidas no campeonato. Isso mesmo trazendo em seu retrospecto a conquista da primeira vitória da Stock no autódromo Velo Citta, no dia 10 de novembro do ano passado, quando se tornou o piloto mais jovem daquela temporada a vencer uma prova da principal categoria do automobilismo, com apenas 22 anos.

Texto: Charles Marzanasco Filho/Divulgação

Fotos: Rafael Gagliano/Divulgação

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: