Sérgio Sette avalia estreia na Super Fórmula

19 de outubro de 2020

Terminou neste domingo (18) a terceira de sete etapas da temporada 2020 da Super Fórmula. No seletivo traçado de Sportsland Sugo o piloto Sérgio Sette Câmara (YOUSE | MRV | XP Investimentos | Energisa | CBMM | Gasmig) fez a sua estreia na categoria e, de forma impressionante, registrou a pole-position em sua primeira corrida pela categoria japonesa.

A participação de Sette no fim de semana começou no sábado, quando, com a pista molhada e bastante chuva a primeira sessão de treino foi realizada. Sem nunca ter andado com o carro #50 da equipe Buzz Racing by B-Max o piloto se preocupou inicialmente em entender o novo equipamento naquelas condições, bem como, o desempenho dos pneus Yokohama em pista molhada.

Após uma inevitável saída da pista o piloto mineiro voltou ao treino e terminou a sessão com o 17º lugar. Ainda no sábado aconteceu o segundo treino livre e, já com a pista seca, Sérgio mostrou sua evolução. Com o tempo de 1m06s396 ele chegou a estar na oitava colocação geral, mas, em sua segunda tentativa de volta rápida acabou não conseguindo completar os três setores de forma plena e ficou ao final com o 13º tempo.

A Super Formula tem um sistema de classificação parecido com o da F-1, dividido em três partes. Todos os pilotos vão para a pista na primeira parte Q1. Nesta sessão Sérgio ficou com o oitavo lugar e, por isso, seguiu na disputa para o Q2. Nesta segunda parte o piloto melhorou a sua própria marca em um segundo e, com isso, ganhou o direito de participar da terceira parte da tomada de tempos. Por fim, no Q3, com a marca de 1m04s235 ele garantiu a pole-position em sua corrida de estreia com uma margem de 53 milésimos para o segundo colocado.

“Foi uma sensação incrível conquistar esta pole logo em minha primeira corrida. Desde de dezembro do ano passado eu não competia em um autódromo e num carro tão veloz. Além disso, depois de tantos problemas para chegar aqui ao Japão já mostrar o meu potencial em minha primeira etapa na categoria é um belo cartão de visitas. Fiquei muito feliz também por ter entregue à HONDA a primeira pole-position do motor no ano. Agradeço sinceramente a atenção que todos da equipe, bem como dos engenheiros de motor, tem tido comigo. Agora é focar em uma boa estratégia e seguir para a corrida”, comentou o piloto logo após a tomada de tempos.

A corrida teve a sua largada autorizada às 2:40 da manhã pelo horário de Brasília. Sette, muito concentrado, teve uma boa partida e se manteve na frente. Porém, como em Sugo a posição da pole-position é “por fora” do traçado ideal, o concorrente da segunda posição assumiu a ponta com Sette Câmara, logo atrás. Com um bom ritmo de corrida o piloto conseguiu se manter na segunda colocação controlando a sua distância em cerca de um segundo para o primeiro colocado e, também um segundo para o terceiro. As voltas foram sendo completadas e as equipes já se preparavam para o pit-stop obrigatório quando, com 17 voltas completadas, Sérgio passou a perder rendimento e perdeu duas posições caindo para o quarto lugar. Nesse momento ele entrou no box, fez o seu pit-stop e retornou ao traçado. Em sua volta para a pista, porém, o problema no carro se agravou e logo na segunda curva a suspensão quebrou e ele passou reto, chegando a bater de leve na barreira de pneus.

“Infelizmente problemas acontecem e fazem parte das corridas. Tínhamos um carro muito bom, um ritmo de corrida que me permitiria certamente lutar pela vitória, mas, infelizmente a quebra me fez abandonar a prova. Mostramos velocidade, constância e vamos com tudo para a próxima etapa”, concluiu o piloto de 22 anos.

Fotos: Divulgação.
Texto: Flávio Quick/Divulgação.

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: