Pedro Moura Realiza sonho e mostra competitividade

21 de outubro de 2020

O esporte, de uma maneira geral, é uma porta aberta para a realização de sonhos e o esporte motor não poderia fugir a essa regra.

Assim, acreditando em seu sonho de um dia tornar-se um piloto de competições oficiais, Pedro Moura decidiu começar no Kart Indoor (porta de entrada para muitos pilotos nos últimos tempos) para ver se “levava jeito para a coisa”.

Animado com os resultados iniciais, pouco a pouco o ronco dos motores quatro tempos se transformava em melodia para seu deleite e assim, em 2020, decidir dar um passo maior: se tornar piloto de competições oficiais.

Estreando no Campeonato Cearense de Kart, Pedro foi logo se aclimatando ao ambiente mais competitivo e mostrando ser um piloto que chegou para disputar vitórias.

Na última rodada tripla da competição venceu duas baterias e, por conta de um problema mecânico, fora desclassificado em uma delas, mas isso não abateu seu ânimo.

Passados 15 dias lá estava Pedro com sua vestimenta e capacete na mão, mas desta vez não era o Kartódromo Marcelino Tomaz, em Morada Nova (CE), e sim no Autódromo da Paraíba.

O que era para ser somente um teste acabou se tornando na sua primeira oportunidade de competir no Campeonato Paraibano de Superturismo.

O teste da quinta-feira foi tão exitoso que logo o cearense comprou o ST para competir no Cearense de Protótipo em 2021. No entanto, a ausência de um piloto deu-lhe a oportunidade de sentar no ST número oito e estrear nas competições automobilísticas em uma categoria marcada pela competitividade.

Com direito a pole um segundo lugar na primeira bateria e um terceiro na segunda bateria, Pedro Moura voltou para o Ceará com a certeza de que seu sonho já não existe mais, pois acabou de se tornar realidade.

“Foram dias de muitas alegrias para mim. Apesar da desclassificação por conta de uma questão mecânica, eu consegui correr junto dos melhores da categoria F4 Light e isso mostra que fizemos nossa preparação correta. Já na Paraíba, eu não esperava, e digo isso com sinceridade, tamanho desempenho. Foi um dia para nunca mais ser esquecido. Esse troféu que levei para casa tem um sabor especial, um sabor de sonho realizado”, afirmou Pedro.

Texto: Robério Lessa.
Fotos: Suelena Fotografia e Anderson de Queiroz/Divulgação.

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: