Equipe RMattheis espera seguir com chances de título na Stock Car

20 de novembro de 2020

Após vitória de Gabriel Casagrande na etapa passada da Stock Car em Curitiba, a equipe RMattheis chega confiante para mais um final de semana da categoria em Goiânia, pista na qual foi realizada a etapa de abertura da temporada em 2020. Com pole position e vitória em Goiânia em 2019, Casagrande acredita que a tarefa de alcançar o líder é complicada, mas que o objetivo é chegar à última etapa com chances de título.

“Estamos bem na pontuação, mas eu sei que vai ser difícil alcançar a meta desse ano, que era o top-3. Goiânia e Interlagos são pistas com retas longas e o Chevrolet perde um pouquinho nesses trechos para os Toyota. Claro que é difícil falar em título agora, mas vou trabalhar pra incomodar com certeza e lutar enquanto houver chances matemáticas”, diz Casagrande.

Casagrande também relembrou a corrida do ano passado, em que o final de semana foi permeado por chuva no Autódromo Internacional Ayrton Senna.

“Em Goiânia, no ano passado, era a mesma época do ano e tinha chuva em algumas horas do dia, isso deu uma bagunçada. Eu creio que isso ajudou na minha pole, porque o Thiago (Camilo) tinha um carro mais rápido na pista seca e na corrida ele não conseguiu nos passar. Quem sabe acontece de novo de termos o tempo meio doido assim e a gente acaba tendo um pouco de sorte. O pódio é a meta para que a gente consiga manter a sequência de bons pontos”, diz Casagrande.

Chefe de equipe da RMattheis, Rodolpho Mattheis reconhece a boa média de pontos conquistada por Casagrande nas últimas etapas.

“Queremos manter essa boa fase da equipe. O Casagrande foi o maior pontuador em duas das quatro últimas etapas e vem de vitória na corrida passada em Curitiba. O grande objetivo é chegar ao final da rodada tripla em Goiânia ainda com chances de buscar o título na Grande Final em Interlagos, que terá 60 pontos em jogo”, diz Rodolpho, que também aproveitou para destacar o bom desempenho da RMattheis nas retas em Curitiba.

“Os Toyotas devem andar bem em Goiânia, por conta das longas retas, mas ao mesmo tempo em Curitiba fomos muito bem, e a pista paranaense tem um layout parecido, inclusive de tamanho de retas. Então acredito que estaremos um pouco mais competitivos do que na etapa de abertura, que também foi em Goiânia”, diz Rodolpho.

O chefe da equipe também falou sobre a evolução de Pedro Cardoso, que mais uma vez correrá com o carro rubro-negro em homenagem aos 125 anos do Flamengo, em ação do patrocinador Banco BRB. “O Pedro (Cardoso) também tem evoluído bastante e confiamos muito no progresso dele nessa temporada de altos e baixos. Ele já foi duas vezes para o Q2 e continua com grandes chances de conquistar um bom resultado com a RMattheis”, completou Rodolpho.

Pedro acredita que o carro e a equipe evoluíram muito na comparação com a estreia da temporada em Goiânia.

“Foi uma grande evolução desde a primeira etapa disputada aqui. Eu evoluí, a equipe evoluiu e os carros evoluíram. Então acredito que será um fim de semana completamente diferente do que foi em julho, quando tudo era novidade”, diz Cardoso, que é o piloto mais jovem do grid da Stock Car com 21 anos de idade.

Os treinos da Stock Car no Autódromo Internacional Ayrton Senna começam nesta sexta-feira (20), a partir das 8h (horários de Brasília) com o shakedown. O primeiro classificatório do final de semana será disputado no sábado (21), às 9h, e a corrida 1 tem largada marcada para o mesmo dia, às 12h15. No domingo (22), o classificatório será realizado a partir das 9h, enquanto as duas corridas do dia estão marcadas para 11h e 11h55, respectivamente.

Texto: RF1/Divulgação.
Fotos: Hyset/RF1/Divulgação.

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: