Copa Racing Girls revela força e talento das mulheres velozes

24 de novembro de 2020

O Kart Clube Grand, localizado no Gran Shopping Messejana, em Fortaleza, foi palco, no último domingo (22), de um capítulo da história do Automobilismo Cearense.

Recém-inaugurada, a pista de kart indoor sediou a Primeira Copa Racing Girls de Kart Indoor, prova que contou com a supervisão da Federação Cearense de Automobilismo (FCA) e que reuniu 35 competidoras, sendo 30 na categoria Sênior (com idade superior a 18 anos) e cinco na categoria Júnior (com idade de 15 a 18 anos).

Logo na primeira bateria a desconfiança de alguns marmanjos quanto ao desempenho das novatas deu lugar à surpresa. A cada passagem dos karts pela linha de largada ficava patente que a diferença que separa os tempos entre pilotos do sexo masculino e do sexo feminino seria cada vez menor.

Com 30 competidoras querendo o primeiro lugar foram disputadas três baterias classificatórias com 10 participantes, classificando as quatro melhores de cada bateria para uma final com 12 pilotas na bateria final.

As disputas foram intensas e a primeira bateria foi vencida por Marcela Lessa. A segunda a jornalista Débora Brito, apresentadora do quadro Sobre Rodas da TV Cidade mostrou que, além de entender de carros e corridas tem o pé pesado. A vencedora da terceira corrida foi Alexsandra Ferreira Pereira, dona do melhor tempo entre todas com 29,860s.

“Foi incrível a adrenalina dessa disputa. Eu não esperava a vitória, mas entrei na pista concentrada e disposta a brigar por ela, felizmente consegui vencer a bateria. Hoje é um dia de festa para todas nós, um dia de mostrar que temos de lutar pelos nossos espaços”, destacou Débora Brito.

Na final o que se viu foi um empenho de todas em busca de uma melhor colocação, no entanto, no pelotão da frente chamou atenção à luta entre Alexsandra Ferreira Pereira e Nayara (Nanáh) de Souza pelo primeiro posto.

As duas mostraram, apesar da pouca experiência, um show de desportividade e talento nato para a competição sobre quatro rodas. Dividiram curva, foram competitivas e não fizeram feio, mas só há um vencedor, no caso vencedora e esta foi Alexsandra.

Contadora de profissão, Alexsandra revelou que sempre foi apaixonada por corrida, por carros e velocidade, mas nunca tinha tido a oportunidade de experimentar um kart.

A campeã da primeira Copa Racing Girls era só alegria no pódio ao lado de Nanáh e Aline Alves, a terceira colocada.

“Por mais que goste muito de velocidade nunca tinha participado de algo parecido, como também nunca tinha andado de kart, assim isso tudo foi uma surpresa. Estou feliz por mim e por todas”, comemorava Alexsandra.

A segunda colocada, Nayara de Souza, mais conhecida como Nanáh tem o carro como uma grande paixão, já revelada em uma tatuagem de uma Kombi no braço direito. Motorista de Aplicativos ela ganha a vida a bordo de um automóvel, mas o que sentiu e vivenciou no domingo terá um espaço guardado em seu coração.

Ela acredita que a paixão por carros já nasceu com ela, pois sempre observava seu pai dirigindo e ficava perguntando como fazia para dirigir.   Eu sempre acompanhei meu pai e vivia pedindo para ele me ensinar para que deixasse tirar o carro da garagem já que não podia dirigir, até que um belo dia o pai me chamou e disse “Bora menina, vai tirar o carro da garagem, já te disse o passo-a-passo, toma a chave”! Na mesma hora eu entrei no Fiat Uno na garagem, meti a ré sem nem perguntar mais nada e consegui tirar o carro. Foi uma surpresa para ele, pois imaginava que não conseguisse aquilo aos 11 anos”, contou em meio a um sorriso.

Falando da corrida, Nanáh disse estar emocionada, sobretudo por ter encontrado outras mulheres com a mesma paixão. “Só em participar eu já estava feliz, pois além do desafio, pude conhecer essas meninas que eu quero manter a amizade. Falando sobre a corrida, quando eu cheguei entre as três primeiras, fiquei ansiosa e com aquele gostinho de quero mais, mas não imaginava que chegaria em segundo lugar”, concluiu.

Mais tímida que a segunda colocada, Aline Alves, a terceira colocada também não conseguia esconder o sorriso no rosto quando em cima do pódio. Para ela, estar entre as três melhores de um grupo de 30 mulheres foi algo valioso.

Aline é microempreendedora e trabalho com vendas e o gosto pelo universo de competições automotivas e automóveis ela herdou do pai.

“Essa paixão por carros vem do meu pai. Ele era caminhoneiro, louco por Fusca e sempre eu ficava olhando tudo o que ela fazia, acho que está no sangue, pois meus irmãos também são loucos por carros e caminhões”, disse.

Assim como a maioria das participantes, Aline entrou no kart pela primeira vez e revelou que teve de superar um problema pessoal para estar ali, o que transforma o terceiro lugar em vitória.

“Nunca andei de kart, foi a primeira vez. Eu não esperava ter chegado onde cheguei. Além do fato de não ter guiado um kart, no domingo, mesmo estando no evento, eu não estava totalmente entregue por motivos pessoais. Mais no meio disso tudo Deus queria me ver sorrindo! Aí me deu a vitória no terceiro lugar. Ainda está caindo a ficha.

Pois estou recebendo muito apoio do meu esposo dos amigos”, concluiu Aline.

Confira o resultado da final da Primeira Copa Racing Girls:
01 – Alexsandra Ferreira Pereira
02 – Nayara (Nanáh) de Souza
03 – Aline Alves
04 – Emanuelle Rabelo
05 – Débora Brito
06 – Marcela Lessa
07 – Belle Lucas
08 – Rhônnya Grey
09 – Lissa Mara
10 – Layane Torres
11 – Renatha Cavalcante
12 – Veridian a Quintela

Na bateria das pilotos com idade entre 15 e 18 anos a vencedora foi Maria Clara Lessa, seguida por Ana lívia, em segundo; Ana Clara, em terceiro; Sofia França, em quarto e Ana Gabrielle, em quinto.

Texto: Robério Lessa.
Fotos: Débora Brito, Nayara  de Souza e Bárbara França.

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

 

Tags: