Full Time conquista pódios em Goiânia com Piquet e Barrichello

24 de novembro de 2020

Definidos os pilotos que estarão na briga pelo título da Stock Car, em Interlagos (SP), no dia 13 de dezembro. A 11ª e penúltima etapa da temporada 2020, realizada neste domingo (22), em Goiânia, foi novamente cheia de emoção.

Na equipe Full Time, os melhores resultados vieram na segunda corrida do dia, com Nelson Piquet Jr. chegando em segundo e Rubens Barrichello, em terceiro. Os dois também seguem na luta pelo título em Interlagos, após os descartes dos três piores resultados ao final das provas em Goiânia.

Após largar em sétimo e chegar em décimo na corrida 1, Barrichello tinha tudo para conquistar sua sexta vitória na pista goiana. O piloto largou na pole na prova seguinte, saiu na frente após a parada obrigatória de pit stop, mas nos metros finais uma pane seca tirou o piloto do Corolla #111 do alto do pódio.

Já Piquet Jr., que largou em 23º na primeira prova e terminou em 13º, fez uma estratégia agressiva para a corrida 2 e chegou em segundo lugar pela quarta vez em Goiânia. Foi o quinto pódio do piloto na temporada 2020. Piquet já venceu em Interlagos, já havia sido segundo em Goiânia, na abertura do campeonato, foi segundo em Curitiba e terceiro em Londrina.

Os companheiros Rafael Suzuki e Matías Rossi tiveram um domingo mais difícil. Suzuki largou em 17º e terminou a corrida 1 em 11º. Na segunda prova, foi o 16º. Mesmo assim, deixou a pista satisfeito com seu desempenho a bordo do Corolla #8.

Já Rossi partiu de 21º e completou a primeira corrida em 16º. Na última disputa do dia, tinha boas chances de lutar por um Top-5, mas foi obrigado a abandonar com problemas no carro.

Os vencedores do domingo em Goiânia foram Guilherme Salas e Allam Khodair. Mesmo com as dificuldades nesta etapa, Thiago Camilo segue na liderança. Com os descartes, ele soma 238 pontos. Barrichello, que só não pontuou em uma das 17 provas até aqui, acabou tendo de descartar 14 pontos. Com isso, aparece em sexto na tabela, com 224 pontos, mas vivo na briga, já que a etapa de Interlagos valerá o dobro dos pontos (60 pela vitória). Piquet Jr. está em 11º, com 180 pontos, e também mantém chances matemáticas.

Com o terceiro lugar neste domingo, Barrichello chegou a seu oitavo pódio em Goiânia (cinco vitórias, um segundo e dois terceiros lugares). O piloto da Mobil ALE Full Time Sports, que contou nesta etapa com a presença dos filhos Eduardo e Fernando, finalizou a prova emocionado.

Foi o terceiro pódio de Barrichello em 2020. O piloto também tem uma vitória (na abertura do campeonato em Goiânia) e um segundo lugar em Londrina.

“Tivemos um problema de pane seca na minha melhor corrida da Stock Car. Seria mais uma vitória, mas não acredito em azar. Infelizmente, foi um erro humano, no cálculo de combustível. Não é uma crítica à equipe, porque a minha equipe é minha vida. A gente ganha e perde junto. Eu mesmo já ganhei um pódio do Khodair desta forma, em Cascavel. Então, está devolvido. A vida dá voltas”, desabafou o piloto do Corolla #111.

“Hoje, na minha melhor corrida, ter um pódio, ainda com os meus dois filhos aqui foi muito bom. Eu queria ganhar por eles. Já ganhei aqui com um, depois com o outro e agora ter os dois aqui foi muito especial”, finalizou o piloto, que tenta seu bicampeonato na Stock Car (o primeiro título foi em 2014).

Piquet Jr., que acabou ultrapassando Barrichello na linha de chegada, conquistou pela quarta vez um segundo lugar em Goiânia. É a pista onde o piloto tem mais pódios na Stock Car, nestas suas três temporadas completas na categoria.

“Estávamos batalhando a corrida inteira. Fizemos uma estratégia bem difícil, agressiva, mas muito boa. Parabéns à equipe Texaco e aos mecânicos que fizeram um pit stop perfeito”, destacou o piloto do Corolla #33, que acredita que poderia ter brigado até pela vitória, caso houvesse mais tempo de disputa.

“O carro estava muito bom e faltou bem pouco para ultrapassar o Allam no final. Mais uma volta ou outra, talvez eu conseguiria. Claro que a gente queria ter marcado mais pontos no fim de semana, o que seria importante para o campeonato, mas Goiânia sempre me dando alegrias e pódios. Eu amo essa cidade, essa pista e já não vejo a hora de voltar”, concluiu Piquet Jr.

Apesar dos resultados finais das provas não terem sido tão expressivos, Suzuki também deixou a pista com a sensação de missão cumprida.

“Hoje saio de cabeça erguida, acho que foi meu melhor dia na temporada. Apesar de o resultado ser contraditório, busquei extrair o máximo de todas as situações. Foram duas boas largadas, um ritmo bom e um bom trabalho dos mecânicos e de todo time”, disse o vencedor da corrida principal de Londrina deste ano.

“Está claro que não encaixou a estratégia, e não faria sentido eu atacar um companheiro de equipe, que está brigando pelo título no final da corrida 1 mesmo valendo a pole da corrida 2. Vamos pra SP tentar acabar o ano no top-10!”, completou Suzuki, que está em 13º na tabela.

Já o argentino Matías Rossi traçou uma estratégia visando a segunda prova do dia. Um problema na pressão de combustível, no entanto, atrapalhou os planos do piloto do Corolla #117. Rossi também teve o assoalho dianteiro danificado numa disputa, ao passar pela zebra.

“Não foi um bom domingo. Não nos classificamos bem e terminamos em 21º no grid. Em função disso, traçamos uma estratégia visando a segunda corrida. Então, na primeira prova, fizemos um pit stop maior, trocamos os quatro pneus e colocamos muita gasolina, pensando na corrida 2”, explicou Rossi, que é estreante na Stock Car e tem um pódio (segundo lugar no Velocitta).

“Vínhamos bem nesta corrida, avançando, com chances de estar entre os cinco primeiros, mas quando entrei para o pit stop obrigatório, tivemos um problema com a pressão do combustível do carro e tivemos de abandonar”, finalizou o piloto, que ocupa o 17º lugar no campeonato.

Classificação do campeonato, após 11 etapas, já com os descartes (Top-10):
1º – Thiago Camilo – 238 pontos
2º – Daniel Serra – 237
3º – Ricardo Maurício – 231
4º – Ricardo Zonta – 226
5º – Gabriel Casagrande – 224
6º – Rubens Barrichello – 224
7º – Cesar Ramos – 203
8º – Allam Khodair – 195
9º – Guilherme Salas – 190
10 º – Diego Nunes – 185
11º – Nelson Piquet Jr – 180
13º – Rafael Suzuki – 152
17º – Matías Rossi -121

 

Texto: FGCom/Fernanda Gonçalves/Divulgação

Fotos: Bruno Terena/Divulgação

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: