Problemas no motor levam Fábio Fogaça a abandonar última corrida do ano

13 de dezembro de 2020

A etapa de encerramento da temporada de 2020 da Copa Truck terminou de forma frustrante para o paulista Fábio Fogaça, da equipe FF Motorsport/Quartzolit/Brasilit/Kraucher. A competição foi disputada neste domingo, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Largando em 11º, Fábio Fogaça tinha a expectativa de concluir as duas provas desde domingo e encerrar a temporada com bons resultados, No entanto, sua expectativa foi por terra logo na segunda volta da corrida 1, quando caiu a pressão de óleo do motor do seu Protótipo e foi obrigado entrar nos boxes para evitar a quebra total do motor. “Fico chateado por dar apenas uma volta em um domingo que prometia ser promissor. Mas isso faz parte. Isto é automobilismo, onde quebras mecânicas são imprevisíveis e toda a equipe não tem o que fazer”, frisa o piloto de Sorocaba.

O pernambucano Beto Monteiro, com um Volkswagen, venceu a corrida 1, completando 12 voltas em 25m33s993; seguido do paulista Paulo Salustiano (Volkswagen) em segundo e o paranaense Wellington Cirino (Mercedes-Benz) em terceiro. Já na corrida 2 a vitória foi de Paulo Salustiano, com o paulista Danilo Dirani (Mercedes-Benz) em segundo; e Beto Monteiro em terceiro.

Com a vitória e o terceiro lugar em Interlagos, Beto Monteiro garantiu a conquista do título da temporada, sagrando-se bicampeão da Copa Truck. Ele somou 160 pontos, contra 142 do paulista André Marques. Em terceiro no campeonato ficou Danilo Dirani (139 pontos), seguido de Wellington Cirino (131), José Augusto Dias (125) e Felipe Giaffone (123 pontos), que pela ordem ocuparam as seis primeiras colocações do campeonato de 2020 da Copa Truck.

Texto: Luiz Aparecido da Silva/Divulgação

Foto: Vanderley Soares/Divulgação

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: