Saiba quais são os pilotos para a temporada 2021 da Fórmula 1

23 de março de 2021

Por Robério Lessa – No domingo (28) tem início a temporada 2021 da Fórmula 1  com a realização do Grande Prêmio Bahrein, no Sakhir, que vai marcar estreia de três pilotos (Yuki Tsunoda, Nikita Mazepin e Mick Schumacher).

Das 10 escuderias que iniciam a temporada, apenas três, Mercedes, Alfa Romeo e Williams, continuam com as mesmas duplas de pilotos do campeonato de 2020, enquanto a Haas trocou sua dupla titular dando assento ao filho do sete vezes campeão Michael Schumacher, Mick Schumacher e ao polêmico russo Nikita Mazepin.

A AlphaTauri aposta na juventude do nipônico Yuki Tsunoda para fazer dupla com o francês Pierre Gasly, que vive um bom momento dentro da segunda equipe da Red Bull.

Outras cinco equipes também trocaram um de seus piloto com a Alpine (ex-Renault) promovendo o retorno de Fernando Alonso após dois anos fora da F1. Alonso faz dupla com o francês Steban Ocon que ganhou a confiança da escuderia e se tornou indispensável após a saída de Daniel Ricciardo para a McLaren.

O australiano sorridente esteve próximo de assinar com a McLaren em 2019, mas acabou indo para a Renault no lugar do espanhol Carlos Sainz Jr. que, na época, foi para a McLaren inaugurando uma boa disputa entre os dois competidores. Daniel vai formar dupla com o jovem e veloz piloto inglês Lando Norris. Os dois se dão muito bem fora das pistas, resta saber se esse entrosamento vai resistir diante das disputas na pista em uma mesma escuderia.

Voltando a falar do espanhol Carlos Sainz Jr., filho do grande campeão de Rally Carlos Sainz, em 2021 ele decidiu trocar a inglesa McLaren pela italiana Ferrari, que conta com o monegasco Charles Leclerc. Resta saber quem vaio ganhar o posto de “queridinho” do time do “Cavallino Rampante”.

A Red Bull decidiu apostar no talento e na garra do mexicano Sergio Pérez para fazer dupla com o holandês Max Verstappen. A ideia é que a tocada de Pérez possa dar maior pontuação à escuderia que viu perder pontos importantes em 2020 com a irregular temporada de tailandês Alexander Albon.

Após uma temporada sem brilho e, até injustamente atacado, o alemão tetracampeão mundial (2010, 2011, 2012 e 2013) Sebastian Vettel vai estrear na Aston Martin, que retorna à F1 após mais de 60 anos fora da categoria. A equipe do bilionário canadense Lawrence Stroll, pai do piloto Lance Stroll, co0mpanheiro de Vettel na temporada, chega impulsionada pela boa temporada de 2020 quando fez frente à Red Bull, Ferrari e chegou a dar trabalho à Mercedes que manteve a dupla Lewis Hamilton e Valtteri Bottas.

A Williams também manteve seus pilotos, o talentoso George Russell (Inglaterra), aquele que quase venceu um GP quando substituiu Hamilton na Mercedes por conta da infecção do Covid-19, e o canadense Nicholas Latifi.

Por fim, a Alfa Romeo que também vai repetir sua dupla de pilotos de 2020 com o recordista de corridas na F1, o finlandês Kimi Raikkonen e o italiano Antonio Giovinazzi.

Confira a formação das equipes:

Mercedes – Lewis Hamilton (Inglaterra) e Valtteri Bottas (Finlândia)
Red Bull – Honda- Max Verstappen (Holanda) e Sergio Pérez (México)
McLaren Mercedes- Lando Norris (Inglaterra) e Daniel Ricciardo (Austrália)
Aston Martin – Mercedes – Lance Stroll (Canadá) e Sebastian Vettel (Alemanha)
Alpine – Renault – Fernando Alonso (Espanha) e Esteban Ocon (França)
Ferrari – Charles Leclerc (Mônaco) e Carlos Sainz Jr. (Espanha)
AlphaTauri – Honda – Pierre Gasly (França) e Yuki Tsunoda (Japão)
Alfa Romeo – Ferrari – Kimi Raikkonen (Finlândia) e Antonio Giovinazzi (Itália)
Hass – Ferrari – Mick Schumacher (Alemanha) e Nikita Mazepin (Rússia)
Williams Mercedes- George Russell (Inglaterra) e Nicholas Latifi (Canadá)

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: