Mercedes busca do octacampeonato na Fórmula 1

24 de março de 2021

No próximo domingo (28) tem início mais uma temporada da Fórmula 1 com o Grande Prêmio do Bahrein. Em busca do octacampeonato entre os construtores, a Mercedes-Benz terá como carro em 2021 o Mercedes-AMG F1 W12 E Performance. O modelo predominantemente preto, pela segunda temporada consecutiva, reforça o compromisso da equipe em intensificar a diversidade e conta com novidades em relação ao seu antecessor, em áreas como suspensão, sistema de refrigeração, aerodinâmica e unidade de potência.

O maior desafio técnico para os carros de F1 de 2021 é a adaptação as novas restrições aerodinâmicas. Essas mudanças são foco principal para a equipe de engenheiros, que agora buscam incrementar a performance e o desempenho com o novo regulamento.

Além da expectativa de mais um ano de sucesso, um dos principais recordes do esporte pode ser quebrado pelo piloto inglês Lewis Hamilton, que se for campeão da categoria pela oitava vez, ultrapassará a marca histórica do alemão Michael Schumacher, que possui sete títulos. Hamilton, que completou 36 anos em janeiro e foi o vencedor das últimas quatro temporadas, vai em busca também do recorde de conquistas consecutivas da categoria, que pertence a Schumacher.

“O dia do lançamento de um carro novo é sempre muito emocionante. É ótimo revelar ao mundo o resultado do trabalho árduo de todos nas fábricas e ver alguns dos meus companheiros de equipe pessoalmente. Estive em contato com os engenheiros durante o inverno, acompanhando seus preparativos enquanto treinava para a próxima temporada. A emoção foi crescendo e crescendo, então agora eu mal posso esperar para entrar na pista com o W12”, afirma Lewis.

Já o piloto finlandês de 31 anos Valtteri Bottas, vem de um grande ano, onde terminou na segunda colocação geral, tendo vencido duas etapas do circuito, na Áustria e na Rússia. Lewis e Valtteri entram em sua quinta temporada como companheiros de equipe e a expectativa é mais uma vez brigar pelo título individual e de construtores, encarando um desafio por vez.

“Nossa ambição e vontade de vencer nos movem e nos animam a cada nova temporada – porque o placar vai para zero e sempre há mais desempenho a ser encontrado. E isso é emocionante”, afirma o CEO e Diretor Executivo da equipe, Toto Wolff.

Serão 23 etapas em 2021, começando pelo Bahrein, depois Itália e Portugal. O GP do Brasil, que poderá ser disputado mais uma vez em São Paulo, no Autódromo de Interlagos, deve acontecer em novembro. A data e local da corrida ainda podem sofrer alterações.

O Bahrein, etapa de abertura do campeonato, é um circuito que exige muito dos pneus, especialmente para os traseiros, devido à superfície áspera da pista, mistura de tipos de curvas, retas longas e zonas de frenagem fortes. A configuração do carro no Bahrein é focada em curvas de baixa e média velocidade porque as curvas de alta velocidade podem ser feitas facilmente em aceleração máxima. A aderência mecânica também é importante para impulsionar os carros para fora das curvas lentas. Isso é o oposto de pistas como Silverstone, onde o desempenho em curvas de alta velocidade é a prioridade.

Texto e Fotos: Mercedes F1/Divulgação.

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: