Sérgio Sette Câmara tem fim de semana de altos e baixos em Roma

11 de abril de 2021

A segunda rodada dupla do Campeonato Mundial de Fórmula-E terminou neste domingo, dia 11, com as disputas da quarta etapa da temporada 2021. Competindo com o carro número sete da equipe Dragon Penske Autosport o brasileiro Sérgio Sette Câmara teve um fim de semana complicado e, mesmo com um carro veloz, não conseguiu marcar pontos em nenhuma das duas corridas.

Seguindo a intensa programação dos finais de semana da Fórmula-E a rodada italiana do Campeonato Mundial teve início ainda na sexta-feira, com as atividades de track-walk e shakedown dos carros. Na manhã de sábado, então, os 24 carros foram à pista para os dois treinos livres que pilotos e equipes tiveram para ajuste dos carros. Sérgio, mesmo sem nunca ter andado no traçado, mostrou que fez um bom trabalho no simulador da equipe e já no primeiro treino registrou o quarto melhor tempo com a marca de 1m39s044. No segundo treino, testando um setup diferente para o seu carro, Sette Câmara foi o 13º com 1m41s978. Poucos minutos depois foi autorizada a tomada de tempos e, numa estratégia arriscada, a equipe Dragon Penske Autosport mandou seus dois pilotos para a pista sem nem mesmo uma volta de aquecimento de pneus. Com isso, sem as condições ideais para extrair os 250 KW de seu carro, Sérgio não conseguiu uma boa colocação. Com a marca de 1m39s943 ele garantiu apenas o 16º lugar para a corrida da terceira etapa.

A primeira corrida –  Entre a tomada de tempos e a largada da primeira corrida choveu na capital italiana e, com a pista molhada, a corrida teve o seu início com safety-car. Sette Câmara, vindo do meio do pelotão, manteve-se em sua posição inicial nas primeiras voltas e passou, então, a imprimir um forte ritmo buscando recuperação. Com 15 minutos de prova o piloto já estava no 12º lugar quando, de repente, seu carro foi visto parado no meio da pista sendo superado por vários adversários. Momentos depois Sette conseguiu fazer o carro #7 voltar a funcionar e, com isso, voltou para as disputas. Na volta seguinte, porém, a direção de prova aplicou uma penalização de drive-trough ao brasileiro por excesso de consumo de energia. Assim, sem a menor chance de buscar mais posições, Sette procurou apenas terminar a corrida onde recebeu a bandeirada na 15ª posição. A vitória ficou com o experiente Jean Eric Vergne (FRA) que trouxe consigo Sam Bird (ING) em segundo e Mitch Evans (NZE) em terceiro.

“Fiquei muito frustrado com o problema que aconteceu na corrida. O nosso carro estava rápido desde o primeiro treino livre e, mesmo depois do erro de estratégia no qualify, tínhamos boas chances de recuperação na prova. Infelizmente, devido aos inúmeros bumps da pista, onde os carros por várias vezes chegavam a sair do chão, meu carro sofreu um pico de energia e em seguida apagou completamente. Depois de alguns segundos eu consegui ligar de novo e voltei para a corrida, mas, o pico de energia me custou a penalização. Uma pena”, explicou o brasileiro de 22 anos.

A segunda corrida – De cabeça erguida e uma nova etapa do Campeonato pela frente o domingo começou bem para Sette Câmara. No único treino livre da etapa o brasileiro voltou a mostrar boa velocidade ficando com o quarto tempo ao estabelecer o tempo de 1m40s808. A tomada de tempos foi realizada duas horas depois, porém, entre as sessões choveu bastante na pista italiana. Sérgio foi para a pista no segundo grupo de seis pilotos, com a pista ainda molhada, porém, sem chuva. Na busca pelo limite de seu carro o piloto vinha com a melhor marca dos até então 12 carros, porém, um leve toque em um dos muros danificou o seu carro e, com isso, ele não conseguiu marcar seu tempo e teve de largar do final do pelotão.

Com a pista ainda molhada a corrida teve sua largada autorizada com safety-car as oito da manhã pelo horário de Brasília. Serginho, como largaria do fim do pelotão, decidiu com seus engenheiros optar por uma estratégia de economizar energia no início da prova. Com isso acabou ficando um pouco para traz na esperança de um safety-car. Infelizmente o carro de segurança até entrou, porém, só deixou a pista a uma volta do fim, deixando pouco tempo de reação para o brasileiro. Mesmo Sette mostrou que seu carro tinha um bom ritmo e, aproveitando-se de vários incidentes à sua frente, ele finalizou a prova na 12ª posição. Stofel Vandoorne (BEL) venceu a prova seguido por Alexander Sims (ING) e Pascal Wehrlein (ALE).

A quinta e sexta etapas do Campeonato serão realizadas daqui duas semanas em casa nova. As disputas terão vez no Autódromo Ricardo Tormo, em ValênciaEspanha, nos dias 24 e 25 de abril. Na tabela de classificação, após as disputas de Roma, Sette Câmara segue com 12 pontos, agora na 14ª colocação.

“Certamente o aprendizado que levamos aqui da Itália será muito grande. O carro apresentou problemas ontem, erramos na estratégia do qualify de ontem e hoje, na corrida, apostamos em uma situação que acabou se mostrando ineficiente. O que me deixa feliz, pelo menos, é que o carro, novamente, mostrou que tem um bom ritmo e, em situações normais, realmente, poderemos lutar para estar no Top6 de Valência, assim como fizemos na pré-temporada”, conclui o piloto de Belo Horizonte.

Texto: Flávio Quick/Quick Comunicação e Marketing.
Fotos: Fotos: @Spacesuitmedia | Dragon PenskeAutosport.

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: