Daniel Serra segue líder da Stock Car

16 de maio de 2021

O piloto Daniel Serra tem muito o que comemorar. Neste domingo (19), no Autódromo José Carlos PaceInterlagos (SP), partindo da última posição na primeira corrida (*) do dia chegou, na segunda corrida dominical em segundo lugar, completando a dobradinha da Eurofarma-RC com a inédita vitória do português António Félix da Costa.

Daniel largou sabendo que teria muito trabalho para escalar o pelotão de 29 carros, no entanto, encarou o desafio e foi ganhando posições, algumas por quebra ou abandono dos oponentes, mas isso pouco impostava ao piloto que chegara líder em Interlagos.

Após ter conseguido terminar a primeira corrida em 24º, na corrida complementar foi a vez da habilidade do piloto somar-se a estratégia da equipe Eurofarma-RC chefiada por Rosinei Campos, Meinha.

Com os pit stops na oitava volta Daniel Serra voltou bem à frente, já que sua parada foi das mais rápidas e passou a duelar com Guilherme Salas pela segunda posição.

Enquanto os dois batalhavam pelo P2, Gaetano Di Mauro acabou chocando seu Stock na traseira dos carros de Daniel e Salas provocando um cinematográfico acidente, mas com Serra e Guilherme seguindo na corrida enquanto o carro de Gaetano, após dar um salto em virtude do choque, segui em direção ao muro, voltando ao centro da pista e parando na reta, provocando a entrada do carro de socorro e interrupção da prova em seguida, mantendo o primeiro lugar de Félix da Costa, o segundo de Daniel Serra e o terceiro de Guilherme Salas.

“Tivemos uma classificação muito boa, mas, fomos do céu ao inferno com a minha desclassificação. Era uma peça que não mudava o peso do carro, porque mesmo sem ela estávamos dentro do peso mínimo, mas, regra é regra. A partir daí começamos a pensar como seria possível salvar o final de semana e ter o máximo de pontos em uma corrida, tendo a outra como descarte e foi o que fizemos. Eu estou muito feliz”, afirmou Daniel Serra.

A vitória do Português Antônio Félix da Costa foi a “cereja do bolo” para a Eurofarma-RC.

Félix, que nunca havia pilotado o atual carro da Stock Car e em sua estreia em Interlagos, substituía Ricardo Maurício, diagnosticado com Covid-19.

O campeão da Fórmula E, e vencedor da corrida de Mônaco na semana passada, mostrou toda sua habilidade e escreveu seu nome na história da categoria.

“Foi incrível. Ontem eu estava um pouco chateado com a classificação porque foi um erro meu e eu tentei me organizar ao máximo e não foi fácil, mas hoje, fizemos um bom trabalho de casa, com toda a ajuda da equipe, do Daniel e do Ricardo Mauricio que me ajudaram a entender como funciona e conseguimos fazer um trabalho incrível, os mecânicos no pit stop, os engenheiros. O meu carro estava muito bom, por isso, só tenho a agradecer a equipe Eurofarma-RC. Tenho muito respeito por todos os pilotos, fui bem recebido e não vejo a hora de voltar”, disse Félix.

Meinha, que foi entrevistado na quarta-feira na live do Carros e Corridas (clique aqui para ver a live) também comemorou muito o resultado obtido em Interlagos.

“Foi uma corrida muito boa, tanto a corrida do Félix que foi o maior pontuador do final de semana, quanto o Daniel Serra chegou ao pódio, mesmo depois de tudo o que aconteceu. Ele fez uma corrida de recuperação incrível e estão todos de parabéns. Felix demonstrou que é um piloto de alto nível e o resultado foi excelente para nós”, comemorou Rosinei.

*A punição imposta ao piloto Daniel Serra deveu-se ao desprendimento de um lastro de três quilos que os carros GM levam por conta da diferença de peso para os carros Toyota. O lastro, que não foi encontrado no sábado, daí a punição, foi localizado na pista de Interlagos na manhã deste domingo, mas sem efeito reversivo da punição ao carro 29 de Serra.

A terceira e quarta etapas da Stock Car Pro Series 2021 serão disputadas em rodada dupla agendada para 19 e 20 de junho no autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu (SP).

Confira a pontuação do campeonato após duas etapas:
1º – Daniel Serra – 68 pontos
2º – Bruno Baptista – 65 pontos
3º – Átila Abreu – 63 pontos
4º – Cesar Ramos – 62 pontos
5º – Denis Navarro – 58 pontos
6º – Gabriel Casagrande – 56 pontos
7º – Thiago Camilo – 47 pontos
8º – Cacá Bueno – 46 pontos
9º – Galid Osman – 45 pontos
10º – Diego Nunes – 40 pontos
11º – Guilherme Salas – 39 pontos
12º – Allam Khodair – 37 pontos
13º – Gaetano di Mauro – 34 pontos
14º – Ricardo Zonta – 32 pontos
15º – Rafael Suzuki – 31 pontos
16º – Ricardo Maurício – 29 pontos
17º – Pedro Cardoso – 27 pontos
18º – Felipe Massa – 22 pontos
19º – Julio Campos – 20 pontos
20º – Lucas Foresti – 17 pontos
21º – Christian Hahn – 13 pontos
22º – Tony Kanaan – 11 pontos
23º – Nelsinho Piquet – 9 pontos
24º – Guga Lima – 8 pontos
25º – Sergio Jimenez – 6 pontos
26º – Matías Rossi – 4 pontos
27º – Beto Monteiro – 3 pontos
28º – Rubens Barrichello – 3 pontos
29º – Gustavo Frigotto – 2 pontos
30º – Felipe Lapenna – 2 pontos
31º – Tuca Antoniazi – 1 ponto
32º – Marcos Gomes – 1 ponto

Texto: Robério Lessa com informações de Patrícia Alves
Fotos: Bruno Terena -Eurofarma RC e Duda Bairros-Stock Car/Divulgação

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: