Verstappen é pole e Lando Norris completa primeira fila na Áustria

3 de julho de 2021

Após o resultado positivo das Mercedes na sexta-feira (02), era esperado que o inglês Lewis Hamilton, de contrato renovado por mais dois anos com a escuderia alemã pudesse fazer frente ao carro 33 da Red Bull. No entanto, o dono do carro do touro vermelho não ia deixar barato o “desaforo” do dia anterior  e, diante de sua torcida que coloriu de laranja as arquibancadas do Red Bull Ring, cravou a pole position para o Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1 com o tempo de 1m03.720s.

A cada volta de Max Verstappen na sessão classificatória o público se punha de pé e vibrava como se estivesse a poucos metros de uma vitória em uma cena bonita de se ver.

Se o P1 seria difícil para Hamilton, era esperado vê-lo no P2, mas aí nova decepção para o sete vezes campeão do mundo.

O também inglês Lando Norris, da McLaren demonstrou todo seu talento e, em uma volta consagradora cruzou a linha de chegada atrás de Verstappen a apenas por 0.048s  conquistando assim o direito de fechar a primeira fila no P2 com o tempo de 1m03.768s, colocando a escuderia britânica de volta à primeira fila desde 2012.

Sergio Pérez foi o autor do golpe de misericórdia em cima de Hamilton ao ser o terceiro piloto a cruzar a linha de chegada dentro da casa de um minuto e três segundos ( 1m03.990s) conquistando o P3 e abrindo a segunda fila do GP da Áustria a 0.270s de Verstappen.

Hamilton fechou sua última volta com o tempo de 1m04.014s a 0.294s do pole. Diante do resultado, o piloto do carro 44 mostrou abatimento e demorou a sair do cockpit e ao ser perguntado pelos jornalistas sobre o que espera da corrida afirmou que tudo se encaminha para um novo triunfo do holandês com quem disputa o título da temporada 2021.

“Percebo que esta corrida será um desafio ainda maior do que foi na semana passada. Nós continuamos sem ter um ritmo forte que nos permita ser competitivo. Tentei tudo para tirar o melhor desempenho do carro, mas é o que temos, é onde nos encontramos neste momento. Portanto, temos realmente de encontrar desempenho nas próximas corridas. Não sei se a McLaren trouxe uma atualização, mas hoje eles mostraram que estão bem rápidos, com um excelente trabalho do Lando. Só temos de tentar melhorar.  Está definitivamente fora de questão vencer aqui na Áustria. A Red Bull têm dois carros que começam na frente e têm três décimos de vantagem por volta, penso que melhoraram novamente para este fim de semana. Eu diria que será uma vitória fácil para Max. Penso que para nós podemos tentar chegar à frente, pelo menos, do Pérez, minimizando, ao máximo os danos nesta etapa”, afirmou Hamilton.

Mesmo com a pole Verstappen não estava completamente feliz com o resultado e demonstrou preocupação com o desempenho na primeira parte da classificação.

“Não estou satisfeito com o desempenho do Q3. Queria a pole, mas não da forma como o conseguimos, por isso teremos de analisar. Você tem que ser o melhor e o mais perfeito possível e no Q3 não fomos, o que me deixa um pouco triste. Apesar disso, estar duas vezes seguidas na pole aqui é muito bom e espero conseguir a vitória amanhã. Os pneus para esta semana são mais macios do que os da semana passada, por isso será mais complicado gerir os pneus na corrida, mas iremos focar na nossa corrida e ficar atento ao que acontece”, disse o pole.

Outro destaque da classificação foi o inglês George Russel, que muitos especulam ser o companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes nos próximos dois anos. Russel colocou a Williams na nona posição, um grande feito para o time que ainda não pontuou nesse ano.

Após a classificação o inglês da Williams colocou mais “lenha na fogueira” sobre sua transferência para a Mercedes dizendo que em 2022 vai estar na Fórmula 1 pilotando um carro com motor Mercedes. “Tenho contrato com a Mercedes, que controla o meu destino, independentemente de onde esteja em 2022. Sempre me disseram que se eu fizesse bem o meu trabalho, seria recompensado. Terei um motor Mercedes no meu carro no próximo ano, aconteça o que acontecer, sou um piloto Mercedes e sou leal à Mercedes”, sentenciou.

Completando os 10 primeiros do grid  estão Pierre Gasly (6º), Yuki Tsunoda (7º), Sebastian Vettel (que deve ser penalizado por ter atrapalhado incidentalmente a volta de Fernando Alonso) (8º), George Russell  (9º) e Lance Stroll (10º).

Confira o grid de largada para o GP da Áustria de Fórmula 1 com largada prevista para às 10h e transmissão, ao vivo, pela Band TV.

1) Max Verstappen (Red Bull/Honda) 1’03.720s
2) Lando Norris (McLaren/Mercedes) 1’03.768s
3) Sergio Pérez (Red Bull/Honda) 1’03.990s
4) Lewis Hamilton (Mercedes) 1’04.014s
5) Valtteri Bottas (Mercedes) 1’04.049s
6) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda) 1’04.107s
7) Yuki Tsunoda (AlphaTauri/Honda) 1’04.273s
8) Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes) 1’04.570s
9) George Russell (Williams/Mercedes) 1’04.591s
10) Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes) 1’04.618s
11) Carlos Sainz Jr. (Ferrari) 1’04.559s
12) Charles Leclerc (Ferrari) 1’04.600s
13) Daniel Ricciardo (McLaren/Mercedes) 1’04.719s
14) Fernando Alonso (Alpine/Renault) 1’04.856s
15) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari) 1’05.083s
16) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari) 1’05.009s
17) Esteban Ocon (Alpine/Renault) 1’05.051s
18) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes) 1’05.195s
19) Mick Schumacher (Haas/Ferrari) 1’05.427s
20) Nikita Mazepin (Haas/Ferrari) 1’05.951s

Fotos:F1.com

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: