Copa Brasil de Kart começa na próxima semana com mais de 220 pilotos no grid.

16 de julho de 2021

Em poucos dias, os motores começam a roncar no kartódromo Luigi Borghesi, em Londrina (PR), que receberá a partir da quarta-feira (dia 21) a 22ª edição da Copa Brasil de Kart, segundo maior evento da modalidade no Brasil.

Entre os mais de 220 pilotos já confirmados na disputa, uma única mulher até o momento estará no grid: a brasiliense Ana Miranda, de 16 anos, que vai competir na categoria F4 Graduados.

Outra curiosidade é a diferença de 60 anos entre o piloto mais velho e o mais novo no grid. O paranaense Luiz Sato, de 67 anos, vai em busca do título na F4 Super Sênior Master. Já o catarinense Vicente da Silva, de apenas 7 anos, disputa sua primeira Copa Brasil de Kart na categoria Mirim.

“Estou surpresa em ser a única mulher. Mesmo sabendo que é predominantemente masculino o esporte, ainda esperava ter outras colegas. Talvez políticas de inclusão das mulheres deveriam ser levadas em consideração”, comentou Ana Miranda, que começou a correr em agosto do ano passado.

“Em novembro, participei do meu primeiro campeonato brasiliense e ganhei na minha categoria”, disse a piloto, que também correu o Brasileiro de Kart de 2020 e segue disputando as etapas do Brasiliense este ano.

“Meu sonho é correr na Fórmula 1, e quero seguir a carreira de fórmulas, em especial na Europa para chegar até lá. Sei que pode parecer um sonho muito alto, porém é alto para todos, e eu acredito que eu possa conseguir”, completou Ana, que admira a compatriota Bia Figueiredo e também tem acompanhado a W Series, em especial a piloto Jamie Chadwick.

60 anos de diferença, mas movidos pela mesma paixão pelo kartismo
Foi com apenas quatro anos que Vicente da Silva começou a acelerar, primeiramente num kart indoor. “Este é o primeiro ano em que estou competindo. Participo da escola de pilotos do coach Pedro Jacobsen, aqui em Balneário Camboriú. E também da escola dos Fittipaldi Brothers”, contou.

“Disputei a Copa SPR, no Beto Carrero, e na primeira corrida fiquei em terceiro lugar. Na segunda etapa, fui segundo”, destacou o jovem piloto. “No Open da Copa Brasil, terminei as duas baterias em segundo, mas acabei punido por um toque e caí para quarto. Mas também fiz a volta mais rápida nas duas corridas”, lembrou.

“Estou muito animado para disputar a Copa Brasil pela primeira vez e espero brigar pela vitória”, finalizou.

Bem mais experiente, mas com a mesma empolgação para a disputa em Londrina está o paranaense Luiz Sato, de 67 anos. “Comecei a correr de kart aos 62 anos. No Open da Copa Brasil, fui o terceiro colocado. Em 2019, no Sul-brasileiro, fui o segundo”, ressaltou. “Gosto muito de participar das competições e tenho uma expectativa muito boa para a Copa”, finalizou.

A Copa Brasil de Kart terá 15 categorias, divididas em dois grupos. A disputa do 1º grupo – categorias Mirim, Cadete, F4 Júnior, F4 Graduados, F4 SS / SSM, OK FIA e OK Júnior – acontecerá entre os dias 21 e 24. O 2º grupo – Júnior Menor, Júnior, Graduados, Sênior B + Novatos (Sprinter), KZ, Sênior A, SS/SSM e F4 Sênior – entre os dias 26 e 30.

As inscrições seguem abertas até o início da competição e podem ser feitas pelo site da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA): https://inscricoes.cba.org.br/pt/eventos/copa-brasil-de-kart-22a-copa-brasil-de-kart-2021

A realização do evento seguirá rígidos protocolos de segurança sanitária, com número restrito de pessoas, teste de Covid-19 obrigatório para todos os presentes no kartódromo, uso obrigatório de máscara, distanciamento social, álcool em gel, dentre outros procedimentos.

 

Texto: FGcom Assessoria de Imprensa/Fernanda Gonçalves/Divulgação

Fotos: Divulgação

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: