Em nome do irmão

4 de agosto de 2021

“Reconhecimento, gratidão e amor”. Foram essas as palavras do piloto Mauro Reis ao responder a indagação sobre o motivo que o levou a trocar o número 100 pelo 11 de seu kart.

Mauro, que ingressou no esporte motor por influência do seu irmão Maurílio Reis, que perdeu a batalha contra a Covid no dia seis de março deste ano,  decidiu estampar na gravata e nas laterais de seu equipamento o número que ficou marcado nos carros pilotados por Maurílio.

A homenagem chamou a atenção daqueles que conviveram com Maurílio, como Zenaldo Queiroz, diretor de prova. “Ver esse 11 na pista aqui no kartódromo em Morada Nova nos remete logo ao “gordim” (como era carinhosamente conhecido Maurílio Reis) que muito fez pelo nosso esporte. Domingo passado Maurílio foi homenageado pelos pilotos do Cearense de Marcas e hoje o Mauro Reis nos brinda com mais uma justa lembrança dele”, disse Zenaldo.

“É como se o meu irmão estivesse aqui ao meu lado. Eu tenho recebido muito carinho das pessoas com quem o Maurílio conviveu. Estou em um lugar e sou parado por alguém que sequer conheço para me dizer que gostava muito do meu irmão, e isso me incentivou a fazer algo que eu pudesse lembrar dele. Portanto, estampar o número que foi seu é algo que faço com muito orgulho por tudo o que ele fez pelo automobilismo, e, sobretudo por tudo o que ele foi”, disse Mauro, já emocionado, mas mantendo um sorriso no rosto e o olhar brilhante enquanto falava do irmão.

Texto: Robério Lessa.
Foto: Arquivo Pessoal do Piloto.

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: