ITAIPU
SODINE
ASSA

Mauro Reis termina em quarto no Campeonato Nordeste de Kart

Na segunda etapa da primeira edição do Campeonato Nordeste de Kart, competição criada este ano pela Confederação Brasileira de Kart (CBA) para movimentar o kartismo da Região Nordeste, o piloto Mauro Reis (DAG) terminou na quarta colocação da categoria Super Sênior.

Na primeira classificatória, disputada na sexta-feira (03), na pista do Kartódromo Marcelino Tomaz, localizado na cidade de Morada Nova (CE), o cearense colocou o kart número 11 da MReis Racing no topo ao vencer a prova com uma diferença de 0.185s sobre o segundo colocado, Paulo Galleas.

Mauro mostrou que estava com um bom equipamento e disposto a figurar entre os mais rápidos da categoria que reúne os pilotos mais experientes da competição.

Na segunda prova classificatória, também disputada na sexta-feira (03), cruzou a linha de chegada na quinta posição.

Neste sábado (04), Mauro Reis partiu em busca da vitória e lutou muito para se segurar entre os cinco mais rápidos, chegando até a ocupar a terceira posição, no entanto, na luta por posições acabou em quarto.

“Gostei muito de participar desse campeonato. Estou muito feliz pelo que fiz e por tudo que presenciei aqui. Ver pessoas vindo de outros estados e trazendo de volta a competitividade entre os estados é muito bom. Percebi que esse reencontro que o kart proporcionou trouxe mais gentileza, respeito e fraternidade com o próximo. Fiquei muito feliz com tudo que presenciei no em Morada Nova. Fiquei tocado quando o locutor das corridas reverenciava a proteção de Deus e isso me trouxe logo a lembrança de meu irmão Maurílio Maurílio Reis. E, quando da realização de uma homenagem a ele, me emocionei, senti sua presença ali, ” revelou um emocionado piloto.

Maurílio Reis, irmão de Mauro, foi piloto e dirigente do automobilismo cearense, incentivador das competições e uma pessoa que costumava estimular os outros a entrar no mundo das competições automotivas. Maurílio perdeu a batalha para a Covid em março deste ano e foi o responsável por levar o irmão para trocar as corridas de cavalo pelas corridas no asfalto.

Mauro relatou ainda que na primeira classificatória sentiu-se estimulado de uma maneira que nunca havia acontecido.

“Quando quando baixei a viseira veio a minha mente uma espécie de voz dizendo para ir em frente, foi quando larguei em terceiro e logo estava em primeiro e abrindo distância  rumo à vitória que parecia já estar escrita. Porém a frase que insistia em ficar na minha mente [quando determino, ninguém muda] foi confirmada quando dois parafusos da roda do motor quebraram e consegui levar meu kart até a bandeira de chegada ! Todos sabem que isso é impossível mas, para Deus nada é ! Foi aí que entendi a frase enviada para minha mente. Ali estava determinado que o kart 11 número do meu eterno e querido irmão Maurílio teria que chegar em Primeiro na linha de chegada. Para mim, ali já tinha feito o que fui fazer. Na final largando de segundo qualquer resultado que eu, tira-se já me deixaria feliz por tudo que já tinha acontecido”, concluiu.

O vencedor da etapa foi Julio Cesar (Kart  68); seguido por Valdemir Oliveira (Kart 38), em segundo; Nilfredo Pelegrini (Kart 1313) em terceiro; Mauro Reis (Kart 11), em quarto e completando os cinco primeiros chegou Fábio Monteiro (Kart 09).

Texto e Fotos: Robério Lessa

Copyright© 2007-2020 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: