Felipe Nasr assina contrato com a Porsche-Penske e é o único piloto do Brasil no Top-50 da Autosport

1 de janeiro de 2022

O piloto brasileiro Felipe Nasr acaba de acertar com a Porsche/Penske para desenvolver os protótipos LMDh da Porsche com vistas ao Mundial de EnduranceWEC e o IMSA em 2023.

O carro de corrida híbrido com 500 kW (670 HP) está programado para realizar vários testes em 2022 e, a partir de 2023, o protótipo será inscrito pela Porsche Penske Motorsport no Campeonato Mundial de Endurance da FIA e na América do Norte no Campeonato IMSA WeatherTech SportsCar.

Em entrevista exclusiva ao programa Plenário Esportivo, da TV Assembleia (Fortaleza-Ceará), conduzida pelo jornalista Robério Lessa, o brasiliense confirmou a informação.  O Programa Plenário Esportivo vai ao ar às segundas-feiras, às 19h30min e pela Rádio FM Assembleia 96,7 Mhz às 21h, e pode ser acompanhado, ao vivo, também pelo site da emissora.

Ano de Desenvolvimento

Além de desenvolver o modelo para as provas em 2023 ao lado do norte americano Dan Cameron, neste ano, o brasiliense bicampeão da IMSA (IMSA WeatherTech SportsCar Championship DPi) em 2018 e 2021, vai atuar em provas do  IMSA Michelin Endurance Cup que tem provas em Daytona, Sebring, Watkins Glen e em Road Atlanta (10 Horas de Petit Le Mans).

A unificação dos regulamentos técnicos do IMSA e do WEC é a grande aposta para 2023 que já conta, além da Porsche com a Ferrari, Alpine/Renault, Peugeot, Honda/Acura, Toyota, Audi, BMW e Clickenhaus que usarão carros híbridos com a parte elétrica unificada produzida pela Bosch.

Pela primeira vez em cerca de 30 anos, será então possível competir por vitórias gerais nos clássicos de resistência em Le Mans, Sebring e Daytona com carros de construção idêntica.

“É uma oportunidade única está se unindo a uma equipe de fábrica e uma honra muito grande fazer parte da família Porsche e Penske ao mesmo tempo. Vai ser um ano de muito trabalho e ao mesmo tempo emocionante. Vamos realizar inúmeros testes de resistência, testes esses que duram 12 e até 24 horas, mas que será essencial no preparo do carro para ano de 2023 quando mais de 10 montadoras diferentes estarão disputando o título na LMDh. Hoje esse é meu objetivo real, de colocar vitórias nas duas competições em meu currículo”, disse.

O TOP-50 da Autosport

Felipe também mostrou entusiasmo com a publicação da revista inglesa Autosport que o colocou entre os 50 melhores pilotos do mundo inteiro, sendo o único brasileiro na exclusiva lista.

“Fiquei muito honrado em fazer parte dessa lista de uma publicação bastante conceituada em todo o mundo. Isso é fruto de um longo trabalho e 2021 foi um ano incrível, no qual pude fechar um ciclo pela Cadilac, na qual venci dois campeonatos do IMSA e dois de Endurance (2021 Champion IMSA Sportscar Championship e 2018 Champion in IMSA Sportscar Championship/2019 IMSA Michelin Endurance Cup e 2028 IMSA Michelin Endurance Cup) e que nos deixa muito feliz com esse reconhecimento”, afirmou.

Uma Carreira Vitoriosa:

Como a maioria dos pilotos, Felipe Nasr começou sua carreira no kart aos sete anos de idade. Conquistou cinco títulos no Campeonato Brasiliense de Kart. Conquistou dois títulos na Copa Brasil de Kart e um Campeonato Brasileiro.

Teve passagem na Fórmula BMW das Américas e Fórmula BMW Europeia na qual sagrou-se campeão em 2009. Em 2010, foi campeão da Fórmula 3 Inglesa.

Na GP2 Series competiu em 2012 pela equipe DAMS e nos anos de 2013 e 2014 na equipe Carlin Motorsport na qual foi o terceiro colocado em 2014 ano em que foi contratado como piloto de testes da equipe Williams.

Ingressou na Fórmula 1 pela Sauber em 2015, ficando até 2016. – Marcando pontos em sua primeira corrida na F1, o  GP da Austrália, concluindo a prova em quinto lugar.

Em 2019, disputou três corridas na Fórmula E.

Em provas de endurance, Felipe Nasr  conquistou dois títulos no Champion IMSA Sportscar Championship em 2018 e 2021.

O Título de 2021 –  Equipe: Action Express Racing – Desempenho: Em 10 corridas foram sete pódios, três vitórias, quatro poles e três voltas mais rápidas.

O título de  2019 – Equipe: Action Express Racing – Desempenho: Em 10 corridas foram cinco pódios, duas vitórias, duas poles e três voltas mais rápidas.

Felipe também conquistou dois títulos (2018 e 2021) do IMSA Michelin Endurance Cup.

Texto: Robério Lessa.

Fotos: Divulgação.

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: