Daniel Serra e Ricardo Maurício vencem no Rio de Janeiro

10 de abril de 2022

Quem esperava um desempenho massacrante dos Toyota Corolla na rápida pista do GP do Galeão viu suas teorias caírem por terra. Os Chevrolet Cruze da Eurofarma-RC venceram as duas provas, foi o carro da pole position e das voltas mais rápidas de cada corrida. O domingo (10) de velocidade no Rio de Janeiro foi marcante não apenas para o automobilismo nacional, com a primeira prova a ser disputada em um aeroporto em atividade, mas também pela qualidade das disputas e a quantidade de ultrapassagens, em pontos de frenagens fortes após as longas retas dos 3.225 metros – especialmente na curva 4, depois de um trecho de 1.300 metros de aceleração plena e velocidades que chegaram muito próximas dos 270 km/h.

Daniel Serra dominou a disputa da primeira prova largando da pole position, tendo Matías Rossi e Ricardo Maurício fechando o pódio; na segunda, Ricardo Maurício venceu, mas sua vitória só foi confirmada pouco mais de uma hora após a bandeirada: ele havia sido ultrapassado por Marcos Gomes na penúltima volta, mas em um ponto em que a bandeirada amarela era mostrada pelos fiscais em virtude de um acidente – situação em que as ultrapassagens são proibidas. Após análise dos comissários, Gomes foi penalizado com o acréscimo de cinco segundos a seu tempo de corrida e acabou em sexto. Maurício venceu tendo Bruno Baptista em segundo e Gaetano di Mauro em terceiro. Gomes entrou com pedido de reconsideração da punição, que foi indeferido, e manifestou à Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) por escrito que vai recorrer da decisão no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) caso a mesma seja mantida.

Mudanças antes da largada
Algumas mudanças aconteceram no grid entre o fim da classificação e o início da primeira prova. O argentino Matias Rossi abriu reclamação contra três competidores, mas acabou tendo a sua melhor volta no Q3 eliminada após uma reclamação feita por César Ramos. Com isso, o piloto do carro #117 caiu da quarta para a sexta colocação no grid, saindo da segunda para a terceira fila. Quem também teve sua posição revista foi Denis Navarro, que teve o seu tempo registrado como 25º colocado, mas após revisão foi para 16º, com Ricardo Zonta e todos os demais partindo uma posição para trás.

A primeira corrida do domingo.

Completam o top 10 (zona de inversão de grid) Gabriel Casagrande (4), César Ramos (5), Felipe Massa (6), Guilherme Salas (7), Thiago Camilo (8), Rafael Suzuki (9) e Felipe Baptista (10).

“Foi um fim de semana muito legal para mim, para a equipe, para o evento… gostaria de dar os parabéns para a categoria e toda a estrutura que eles montaram. Estou muito feliz por conseguir a pole e a vitória, isso mostra como a gente estava forte para a primeira corrida. É isso, marcamos muitos pontos e vamos subir no campeonato. Agora é descansar nesse intervalo que temos e voltar mais forte para a próxima etapa”, disse Serra.

A segunda corrida.
A segunda prova teve muito mais ação. Junto com a bandeira verde veio a chuva no primeiro setor do circuito. Os pilotos da segunda fila foram os protagonistas da largada. Thiago Camilo e Guilherme Salas reagiram bem e atacaram bem a primeira curva. Camilo assumiu a ponta, mas Salas se manteve apenas na quarta colocação. Ricardo Maurício pulou da sétima para a terceira colocação.

Antes da conclusão da primeira volta, César Ramos e Matias Rossi bateram na saída da curva 4, desencadeando a primeira intervenção do Safety Car na segunda corrida. O carro de segurança se manteve na pista até a quinta volta.

Na oitava volta, quando Felipe Baptista voltava a liderar a corrida, o carro de segurança voltou a comandar o pelotão quando Rafael Suzuki teve problemas com o carro. Na 10ª volta, quando o Safety deixou a pista, Baptista relargou bem e não deu chance de ataque aos adversários.

Os dois primeiros colocados foram para a parada obrigatória juntos. Baptista foi o primeiro a entrar e o primeiro a sair dos boxes. Camilo teve problemas durante sua parada. No fechamento da janela de paradas obrigatórias, uma configuração completamente diferente. Ricardo Maurício passou a liderar a prova com Marcos Gomes em segundo. Na penúltima volta, Marcos Gomes conseguiu a ultrapassagem sobre Maurício e conquistou sua 14ª vitória na categoria. Maurício foi o segundo e Bruno Baptista o terceiro.

No entanto, a vitória de Gomes foi contestada por Ricardo Maurício sob a alegação de que a ultrapassagem aconteceu sob regime de bandeira amarela. O campeão de 2015 ultrapassou o tricampeão na frenagem da curva 4, a curva que mais registrou manobras de ganho de posição neste domingo; entretanto, no momento da ultrapassagem do piloto da Cavaleiro Sports sobre o da Eurofarma-RC, dois carros estavam parados na saída da curva após uma batida e os fiscais agitavam as bandeiras amarelas.

A classificação geral do campeonato tem um novo líder. Com o desempenho na etapa carioca, Daniel Serra assume a primeira colocação do ranking com 99 pontos, apenas um a mais do que Gabriel Casagrande, que liderava até então. Thiago Camilo é o terceiro colocado, Ricardo Maurício o quarto, César Ramos é o quinto. Completam o top 10, Gaetano Di Mauro, Rubens Barrichello, Bruno Baptista, Marcos Gomes e Rafael Suzuki.

Foi um final de semana bem produtivo, conseguimos ter os dois carros da Eurofarma andando na frente, com o Daniel vencendo corrida e eu chegando em terceiro. Eu quis adotar uma estratégia diferente quanto ao push to pass, eu deixei de acionar numa volta para ter disponível na volta seguinte e acabei sendo ultrapassado e perdi o timing de brigar pela segunda colocação. Mas ainda assim teve pódio e foi bom. Depois largando de oitavo eu pulei para terceiro e chegar disputando a vitória até as últimas curvas. Eu estava liderando a prova e tinha um posto de sinalização com a bandeira amarela quando eu fui ultrapassado. Estou feliz que a vitória foi confirmada; feliz pela equipe, pelas duas vitórias da equipe com um final de semana perfeito e de volta à briga pelo campeonato”, afirmou Ricardo Maurício.

Agora a Stock Car parte do aeroporto no litoral carioca para a fazenda no interior de São Paulo, com a quarta etapa da temporada no Velocitta, em Mogi Guaçu (SP), no fim de semana do dia 15 de maio.

Resultado da primeira corrida:
1. #29 Daniel Serra (Eurofarma RC/Cruze), 27 voltas em 32:09.278
2. #117 Matias Rossi (A Mattheis Vogel Motorsport/Corolla), a 3.659
3. #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC/Cruze), a 7.795
4. #83 Gabriel Casagrande (A Mattheis Vogel Motorsport/Cruze), a 10.073
5. #30 Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Corolla), a 11.770
6. #19 Felipe Massa (Lubrax Podium Stock Car Team/Cruze), a 14.037
7. #85 Guilherme Salas (KTF Racing/Cruze), a 15.735
8. #21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Corolla), a 17.277
9. #8 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Corolla), a 17.599
10. #121 Felipe Baptista (KTF Racing/Cruze), a 19.166
11. #33 Nelson Piquet Jr (Motul TMG Racing/Corolla), a 19.399
12. #5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Cruze), a 22.420
13. #80 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Cruze), a 24.645
14. #44 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Corolla), a 33.208
15. #101 Gianluca Petecof (Full Time Sports/Corolla), a 36.945
16. #51 Átila Abreu (Shell V-Power/Cruze), a 39.647
17. #18 Allam Khodair (Blau Motorsport/Cruze), a 39.897
18. #10 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Corolla), a 47.036
19. #3 Digo Baptista (Crown Racing/Cruze), a 48.820
20. #110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Cruze), a 56.349
21. #43 Pedro Cardoso (Crown II Racing/Cruze), a 57.249
22. #6 Tony Kanaan (Full Time Bassani/Corolla), a 57.524
23. #0 Cacá Bueno (Crown Racing/Cruze), a 1 volta
24. #4 Julio Campos (Lubrax Podium Stock Car Team/Cruze), a 1 volta
25. #12 Lucas Foresti (KTF Sports/Cruze), 2 voltas
26. #73 Sergio Jimenez (Scuderia CJ/Cruze), a 3 voltas
27. #54 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Cruze), a 7 voltas
28. #7 Thiago Vivacqua (RKL Competições/Cruze), a 7 voltas

Não completaram
#28 Galid Osman (Shell V-Power/Cruze)
#111 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Corolla)
#70 Diego Nunes (Blau Motorsport/Cruze)
#88 Beto Monteiro (Scuderia CJ/Cruze)
#55 Renato Braga (RKL Competições/Cruze)
#11 Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Cruze)

Resultado da segunda corrida:
1. #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma-RC/Cruze), 21 voltas em 31:58.210
2. #44 Bruno Baptista (RCM Motorsport/Corolla), a 1.538
3. #11 Gaetano Di Mauro (KTF Sports/Cruze), a 1.883
4. #101 Gianluca Petecof (Full Time Sports/Corolla), a 2.162
5. #83 Gabriel Casagrande (A Mattheis Vogel Motorsport/Cruze), a 2.350
6. #80 Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Cruze), a 2.500 *
7. #85 Guilherme Salas (KTF Racing/Cruze), a 3.549
8. #29 Daniel Serra (Eurofarma-RC/Cruze), a 6.636
9. #18 Allam Khodair (Blau Motorsport/Cruze), a 8.328
10. #51 Átila Abreu (Shell V-Power/Cruze), a 9.016
11. #121 Felipe Baptista (KTF Racing/Cruze), a 10.301
12. #5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Cruze), a 10.485
13. #43 Pedro Cardoso (Crown II Racing/Cruze), a 12.166
14. #33 Nelson Piquet Jr (Motul TMG Racing/Corolla), a 13.643
15. #0 Cacá Bueno (Crown Racing/Cruze), a 16.104
16. #6 Tony Kanaan (Full Time Bassani/Corolla), a 17.658
17. #3 Digo Baptista (Crown Racing/Cruze), a 18.588
18. #21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Corolla), a 22.451
19. #7 Thiago Vivacqua (RKL Competições/Cruze), a 28.542
20. #110 Felipe Lapenna (Hot Car Competições/Cruze), a 1 volta
21. #54 Tuca Antoniazi (Hot Car Competições/Cruze), a 2 voltas
22. #19 Felipe Massa (Lubrax Podium Stock Car Team/Cruze), a 3 voltas
23. #4 Julio Campos (Lubrax Podium Stock Car Team/Cruze), a 6 voltas

Não completaram
#12 Lucas Foresti (KTF Sports/Cruze)
#8 Rafael Suzuki (Full Time Bassani/Cruze)
#73 Sergio Jimenez (Scuderia CJ/Cruze)
#30 Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Corolla)
#117 Matias Rossi (A Mattheis Vogel Motorsport/Corolla)
#10 Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Corolla)
#28 Galid Osman (Shell V-Power/Cruze)

Não largaram
#111 Rubens Barrichello (Full Time Sports/Corolla)
#70 Diego Nunes (Blau Motorsport/Cruze)
#88 Beto Monteiro (Scuderia CJ)
#55 Renato Braga (RKL Competições/Cruze)
*Punido com o acréscimo de 5 segundos no tempo de prova por ultrapassagem sob bandeira amarela

Confira os 10 mais bem classificados no campeonato:
1. #29 Daniel Serra, 99 pontos
2. #83 Gabriel Casagrande, 98
3. #21 Thiago Camilo, 78
4. #90 Ricardo Maurício, 74
5. #30 César Ramos, 63
6. #11 Gaetano Di Mauro, 59
7. #111 Rubens Barrichello, 56
8. #44 Bruno Baptista, 55
9. #80 Marcos Gomes, 51
10. #8 Rafael Suzuki, 50
*Extraoficial

Texto: Cleber Bernuci – P1 Media Relations.
Fotos: Luís França/P1 Media Relations. e Bruno Terena/RC Eurofarma

Copyright© 2007-2021 – carrosecorridas.com.br | Proibida a reprodução sem autorização

Tags: